Baseado no conceito i Hydrogen Next, modelo será lançado em 2022 para testes da tecnologia

A BMW vem flertando com a ideia de lançar um veículo abastecido com hidrogênio há muito anos e até fez um testes com um Série 7 com células de combustível na metade da década passada. A segunda tentativa será com o X5 atual, que dará origem a um derivado em 2022. Antecipado pelo conceito i Hydrogen Next, mostrado no Salão de Frankfurt (Alemanha) no ano passado, este veículo será o modelo de testes da empresa e teve mais detalhes divulgados oficialmente.

De acordo com a BMW, o X5 terá uma potência total - incluindo a força vinda da motorização elétrica do futuro iX3 - bem respeitável de 374 cv. O sistema de células de combustível gera 125 kW de energia elétrica pela reação química entre o hidrogênio armazenado e o oxigênio no ar ambiente, fazendo com que o veículo emita somente vapor de água. Ele usa dois cilindros de 700 bar, cada um com 6 kg de hidrogênio, e que podem ser reabastecido em 3 ou 4 minutos, o mesmo tempo necessário para encher um tanque de combustível normal.

Galeria: BMW i Hydrogen NEXT Concept - Salão de Frankfurt 2019

Embora o i Hydrogen Next esteja previsto para 2022, ele será apenas um programa piloto com uma quantidade limitada. A BMW quer levar a tecnologia das células de combustível para outros carros, lançando o primeiro modelo após 2025, caso exista demanda o suficiente e as condições de mercado permitam. A Toyota está envolvida no projeto, já que as duas empresas estão colaborando no desenvolvimento de motorizações a hidrogênio e componentes modulares para o sistema, uma parceria que existe desde 2013.

A marca japonesa já tem experiência com carros a hidrogênio, vendendo o Mirai desde 2015, que ainda ganhou uma segunda geração. Rumores dizem que a BMW está interessada em lançar um X7 com célula de combustível, mas ainda é cedo para saber já que a fabricante alemã acredita que ainda não há espaço para um carro deste tipo no mercado.