Pandemia do Covid-19 atrasa cronograma de lançamentos na região. Fiat 500 elétrico também fica para o ano que vem

Apresentada ao público no início do ano e confirmada para o Brasil desde então, a inédita versão híbrida plug-in dos modelos Jeep Compass e Renegade (chamadas 4xe) sofrerá atraso no lançamento. A estreia das novidades da FCA para o nosso mercado foram afetadas pelo surto de Covid-19, assim como o cronograma de outros modelos à combustão que virão para cá.

Durante uma live promovida nesta semana pela mídia Automotive Business, o presidente do grupo FCA na América Latina, Antonio Fliosa, disse que o lançamento de algumas novidades previstas para o Brasil poderiam sofrer atraso de até seis meses. Com promessa de preços competitivos, a Fiat-Chrysler havia indicado que iniciaria a importação do Jeep Renegade e Compass PHEV ainda em 2020 com valores abaixo de R$ 200 mil. 

Galeria: Jeep Renegade e Compass 4xe

Renegade 4xe adota um sistema híbrido plug-in com autonomia elétrica de 50 km e um rendimento de até 52 km/litro. Seu conjunto propulsor é composto pelo motor é o 1.3 turbo de 180 cv e unidade elétrica de 60 cv que move as rodas traseiras, totalizando 240 cv de potência combinada. Já o irmão maior Compass 4xe utiliza o mesmo conjunto que o Renegade, porém com rendimento um pouco menor: até 47,6 km/litro.

Outro modelo que teve os planos alterados para o nosso mercado foi o novo Fiat 500e. O urbaninho 100% elétrico estava confirmado para estrear até o fim do ano no Brasil e agora terá que esperar um pouco mais. 

Galeria: Novo Fiat 500e - Flagra

Equipado com um motor elétrico de 87 kW de potência (118 cv) e baterias de 42 kWh, o 500e é ágil e acelera da imobilidade a 50 km/h em 3,1 segundos, enquanto a aceleração de 0 a 100 km/h requer 9 segundos. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 150 km/h, como forma de preservar a autonomia de 320 km, pelo ciclo de testes europeu WLTP.

Preços ainda não foram revelados, mas considerando que na Europa ele custa 37.900 euros (o que equivalente a R$ 190 mil), não deve ser barato por aqui: apostamos que não saia por menos de R$ 200 mil.