Posicionado acima dos modelos e-Niro e e-Soul, crossover terá versão de alto desempenho

Assim como algumas montadoras globais, a Kia tem um ambicioso plano de eletrificação do portfólio, que tem como meta lançar 11 novos veículos alimentados por bateria até 2025. Parte desse projeto, conforme apurado pelo Auto Express, é o lançamento de mais um crossover elétrico em 2021. Posicionado acima do SUV compacto e-Niro e do urbano e-Soul, a novidade terá porte para rivalizar com modelos como o Porsche Taycan.

Baseado no conceito Imagine, revelado ao público no Salão Automóvel de Genebra de 2019, o site britânico relata que o novo crossover elétrico de alto desempenho terá características de carregamento semelhantes ao esportivo elétrico de luxo da Porsche, com uma arquitetura de 800 volts.

Galeria: Kia Imagine Concept

O futuro crossover será construído sobre a plataforma elétrica E-GMP, da Hyundai Motor Group, e até o momento teve poucos detalhes revelados. De acordo com a matéria, o utilitário, batizado internamente de Kia CV poderá percorrer 480 km com uma recarga. Emilio Herrera, COO da Kia Motors Europe, disse ainda que uma parceria empresa de hipercarros elétricos Rimac pode dar luz a uma versão GT, que por sua vez competiria com o Porsche Taycan.

Visualmente falando, o Kia CV não deve ficar muito distante do conceito Imagine, prévia de um utilitário esportivo com estilo fastback projetado no centro de design da marca em Frankfurt, na Alemanha. "Teremos no novo EV um veículo de alto desempenho como um e-GT", disse Herrera na entrevista à Auto Express.
 

Brasil

A estratégia de eletrificação da Kia Motors em terras tupiniquins segue um pouco devagar. Enquanto aguardávamos a estreia do Kia Soul elétrico para 2021, parece que a coisa deu uma esfriada: na semana passada a marca deixou de oferecer o modelo à combustão em nosso mercado. As principais justificativas foram a alta do dólar e o surto do coronavírus, o que também coloca em xeque os prazos para a chegada dos primeiros carros elétricos da marca por aqui.

Fonte: AutoExpress