Apesar da evolução na linha 2020, a velocidade de carregamento não é o maior atributo do modelo

Em 2020, a Chevrolet ampliou a capacidade da bateria do elétrico Bolt de 60 kWh para 66 kWh de energia utilizável. Esse aumento de 10% da bateria se traduz em mais 33 km de autonomia pela classificação EPA, que passa de 383 km para 416 km. 

No entanto, mesmo com uma das maiores baterias disponíveis atualmente, o Bolt não é capaz de carregar no modo CC tão rapidamente. De fato, possui a menor taxa de carregamento rápido DC entre todos os elétricos disponíveis hoje com uma bateria maior que 50 kWh. 

Galeria: Chevrolet Bolt - Testado no Brasil

Participamos do evento para a imprensa do Bolt EV 2020 e a Chevrolet nos informou que o Bolt poderia carregar mais rapidamente em um carregador rápido DC sob diferentes temperaturas ambientes do que os modelos anteriores. No entanto, a Chevrolet não aumentou a taxa máxima de carga, que é de 55 kW. O que eles fizeram foi melhorar o perfil de carregamento. 

O Bolt agora pode aceitar carga total por um longo período de tempo, especialmente sob temperaturas não ideais, quando a bateria está fria. Fomos informados de que nos primeiros 30 minutos o Bolt EV 2020 pode carregar até 150% mais rápido em temperaturas frias do que os modelos anteriores eram capazes. 

Taxa de cobrança do EV do Bolt 2020

Nós realmente gostamos do Bolt EV, mas a taxa de carregamento realmente prejudica a capacidade do veículo de percorrer longas distâncias sem muitos inconvenientes. A Chevrolet trabalhou bem com o Bolt, e é lamentável que eles não tenham aumentado a taxa de carga rápida DC de 75 kW para 100 kW com a bateria maior em 2020. 

Entendemos por que o Bolt não teve um carregamento mais rápido quando foi lançado originalmente, porque não havia nenhuma estação de carregamento rápido DC disponível que pudesse fornecer mais de 50 kW. Mas agora existem, e essas estações de alta velocidade estão proliferando rapidamente nos EUA, Canadá e Europa. 

Parafuso de carregamento EV
O Bolt EV atingiu 80% à partir de 4% em 69 minutos e armazenou 51 kWh.

A experiência de carregamento

Então dirigimos o Bolt 2020 até a carga chegar a apenas 4% e o conectamos a uma estação de carregamento rápido de 150 kW da Electrify America DC e gravamos toda a sessão de recarga em um vídeo time lapse de 10X. O Bolt EV levou 69 minutos para atingir 80% e carregou 51 kWh. Isso é muito tempo para chegar a 80% em nossa opinião. 

O Bolt atingiu sua taxa de recarga mais alta de 53 kW aos 20% do carregamento e oscilou entre 53 kW e 52 kW até cerca de 50% do total quando começou a reduzir lentamente a taxa. Quando atingiu 80% de SOC, o carro estava trabalhando a 24 kW. Acreditamos que levaria mais uma hora para passar de 80% a 100%.

No entanto, como a maioria dos fabricantes informa quanto tempo leva para carregar o veículo a 80% em um carregador rápido DC (a Chevrolet não - e agora sabemos o porquê), achamos que carregar 80% para comparação era apropriado para este teste. Além disso, a maioria das pessoas não fica conectada a um carregador rápido DC acima de 80%, a menos que realmente precise de quilômetros extras para chegar em casa ou até a próxima estação de carregamento.

A 80%, o Bolt EV ainda oferece bons 321 km a percorrer, e isso deve levá-lo ao seu destino ou à próxima estação de carregamento rápido de DC. Todos os carros elétricos diminuem a taxa de carregamento conforme se aproxima de 100%, e não vale a pena esperar uma vez que a taxa de carregamento diminui, a menos que você realmente precise. 

Para efeito comparação, o Hyundai Kona Electric possui uma bateria de 64 kWh (utilizável) e oferece 415 km de autonomia, quase idênticas às do Bolt EV. A Hyundai afirma que o Kona Electric pode carregar de 0% a 80% em 54 minutos. Isso é 28% mais rápido do que levamos para carregar o Bolt em 80%, e olhe que começamos com 4%, não do zero. Isso ocorre porque o Kona Electric pode aceitar até 75 kW de potência, cerca de 35% a mais do que o Bolt EV. 

O que você acha? Sabemos que o vídeo não é o mais claro, mas como você pode ver, choveu muito na maior parte do tempo em que estávamos gravando e havia nuvens muito escuras no céu, dificultando a obtenção de uma imagem nítida da tela. A taxa de carregamento do Bolt EV é o maior problema que pensamos? O que acham os donos do Bolt?

Bolt no Brasil

Lançado por aqui em novembro de 2019 e disponível na versão Premier, o hatchback é equipado com um motor elétrico síncrono de 203 cv (150 kW) e 36,7 kgfm de torque. Tem velocidade máxima limitada a 148 km/h e, nos testes de Motor1.com, mostrou uma aceleração de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos.

Confira no vídeo abaixo nossa avaliação sobre o hatchback elétrico: