Modelos serão descontinuados em mercados que adotarem 100% de eletrificação

Para os entusiastas de longa data da Volkswagen a notícia pode parecer assustadora, mas conforme apurado pelo site britânico Auto Express, os tradicionais Polo, Golf e Passat devem, num futuro próximo, ser eliminados da gama em alguns países. Tal ação se deve ao fato de que pouco a pouco muitos mercados irão proibir as vendas de carros com motores à combustão.

Falando sobre esse assunto, o chefe de vendas e marketing da Volkswagen, Jurgen Stackmann, foi questionado pela Auto Express se o Golf ainda teria um futuro ao lado da família ID. e respondeu: "Provavelmente não".

Galeria: Volkswagen ID.3 1ST (2020)

Como exemplo, temos o Reino Unido, um dos mercados globais mais importantes que em 2030 pretende banir os veículos à combustão. Nesse cenário, a família de veículos eletrificados ID. iria ocupar a lacuna deixada por esses modelos, proporcionando melhores resultados para a empresa com os ganhos da economia de escala: "Então, para eletricidade total, queremos ter plataformas otimizadas que trabalhem apenas com eletricidade e elas serão chamadas de ID. para o futuro."

Todavia, muita água ainda vai rolar e Stackmann espera que o Golf chegue ao menos em sua 9ª geração. "Estou convencido de que você verá o Golf 9 chegando. Eu acho que o Golf terá muitas tecnologias interessantes até o limite da eletricidade total. A identificação totalmente elétrica entra na gama e essa decisão é uma divisão dentro da família."

Galeria: Teste: Volkswagen Golf GTE (BR)

Considerando também que a eletrificação não é uniforme ao redor do globo, as pessoas ainda poderão conviver com os emblemáticos modelos da marca em diversos mercados. Especialmente aqueles onde os modelos à combustão devem resistir por mais tempo, como o Brasil, por exemplo, onde o Golf é oferecido também na versão híbrida plug in GTE (ainda com o visual da 7ª geração) - clique aqui ver a nossa avaliação do VW Golf GTE

"O Golf continuará sendo um grande esforço da marca em muitos lugares e eu acredito na Europa também, mas em muitos lugares fora da Europa, onde eles provavelmente não têm capacidade de se tornar totalmente elétricos com tanta rapidez", acrescentou Stackmann. “Então, estou convencido de que veremos uma corrida paralela entre o Golf 9 e o ID. de próxima geração."

Fonte: Auto Express