Novo conjunto de pneus ampliou em 8% o alcance do crossover elétrico

Essa é a beleza dos carros elétricos: eles chegam ao mercado e passam por melhorias contínuas que aprimoram seu desempenho. Isso também ocorre em carros de combustão interna, mas não nos mesmos níveis, especialmente se for possível intervir, como a Tesla ensinou a muitos, atualizando o software para ajustar unidades de controle, aumentar a eficiência do sistema e gerenciar melhor a utilização de energia.

Agora a Hyundai anuncia que aumentou a autonomia do Kona Electric. Fez, no entanto, "do modo antigo". Ou seja, equipar o carro com pneus novos, capazes de garantir uma menor resistência ao rolamento. Nesse caso específico, o Michelin Primacy 4, que ao reduzir o atrito, permite percorrer mais quilômetros.

Galeria: Hyundai Kona EV 2019 - teste

Até 660 km

Graças aos pneus novos, em particular, a versão do Hyundai Kona Electric com uma bateria maior, a de 64 kWh, promete agora percorrer 484 km no mix (de acordo com o ciclo WLTP) com apenas uma carga - eram 449 km. O valor, que representa uma melhoria na autonomia de cerca de 8% (mais 35 km), nas rotas urbanas sobe para 660 km.

Os benefícios dos novos pneus também são evidentes para o Kona Electric com uma bateria menor de 39 kWh. Nesse caso, a autonomia no uso combinado passa de 289 para 305 km (+ 5,5%), que na cidade se tornam 435 km.

Mais energia para carregar

O Hyundai Kona Electric continua em seu caminho de evolução, depois de recentemente ter sido equipado com um sistema de entretenimento com uma tela maior de 10" e um carregador trifásico de 10,5 kW, útil para reduzir o tempo de carregamento. Nesse sentido, conectado a uma wallbox doméstica capaz de aproveitar a atualização, o carro retorna a bateria a 100% em 7h30' (bateria de 64 kWh) e em 4h50' (bateria de 39 kWh).

Hyundai Kona EV 2019 primeiro teste

Por fim, também foram feitos ajustes na lista de preços. O Hyundai Kona Electric agora está disponível em duas versões, XPrime (oferecida apenas para a versão de 39 kWh) e Excellence (presente nos 39 e 64 kWh). Os preços variam entre 38.300 euros (R$ 230.900) e 49.100 euros (R$ 296.100), mas também existem fórmulas interessantes de leasing com uma parcela mensal a partir de 199 euros (R$ 1.200).