Segmento híbrido terá Jeep Compass, Ford Escape e outros rivais

  • Novo Toyota Corolla Cross será feita sobre a plataforma TNGA
  • Global, novo SUV da marca japonesa deve ser produzido no Brasil em 2021
  • SUV médio vai aproveitar a motorização híbrida disponível no sedã

Revelado no início do mês na Tailândia, o novo Toyota Corolla Cross chegará ao Brasil em 2021 para engrossar o pelotão dos SUVs médios a encarar o campeão de vendas Jeep Compass. Com produção nacional e trem de força híbrido compartilhado com o Corolla, o novo SUV da marca japonesa promete ser um dos principais atores no cenário dos SUVs médios híbridos

O líder do segmento Jeep Compass terá a reforço da versão híbrida 4xe (junto com o irmão menor Renegade) também no ano que vem. Além disso, a briga promete esquentar ainda mais com a chegada do Ford Escape PHEV, ainda sem data oficial de estreia, mas aguardado para o período entre o fim deste ano e o primeiro semestre de 2021. 

Galeria: Novo Toyota Corolla Cross 2021

Medindo 4.460 mm de comprimento, 1.825 mm de largura, 1.620 mm de altura e com entre-eixos de 2.640 mm, o Corolla Cross híbrido será equipado com o mesmo conjunto propulsor consagrado no Corolla: o motor 1.8 litro de 95 cv associado a uma unidade elétrica de 72 cv para um total de 123 cv de potência total. O câmbio é o automático do tipo CVT. 

Disputa híbrida

A tendência é que a maioria dos segmentos (o de SUVs médios/grandes com mais intensidade) adicionem versões híbridas ao portfólio a partir do que vem. Esse novo cenário pode alterar o panorama dos modelos mais vendidos atualmente. Veja abaixo quais serão os principais rivais do Corolla Cross híbrido:

Jeep Compass 4xe

O campeão absoluto de vendas do segmento teria a estreia da versão híbrida ainda neste ano. No entanto, a pandemia atrasou os planos da FCA e o modelo só irá desembarcar por aqui no começo de 2021. Assim como o irmão menor Renegade, a versão 4xe é híbrida do tipo plug-in (recarregável) e deverá ter preços acima dos R$ 200 mil. 

Jeep Compass 4xe - 1

Ford Escape PHEV

Entre os três SUVs médios que a Ford irá trazer (Territory, Bronco Sport e Escape), este deve ser o único com versão híbrida, que é do tipo plug-in (recarregável), como no Compass. Ele ainda não tem data oficial de estreia, mas dado o cronograma da Ford, pode desembarcar entre o fim deste ano e o início de 2021. 

Ford Kuga/Escape PHEV

Lexus UX 250h

Nem sempre lembrado, o croosver UX 250h já está à venda no país desde abril do ano passado e emplacou praticamente 500 unidades somente no primeiro ano de vendas. Atualmente ele custa R$ 194.990, sendo uma opção da marca premium da Toyota. O SUV híbrido é equipado com um motor 2.0 a gasolina associado a uma unidade elétrica para um total de 178 cv de potência. 

Lexus UX (ICE)

Considerando que o preço do atual do Toyota Corolla Altis Hybrid é de R$ 137.890,00, a futura versão híbrida do Corolla Cross também terá fabricação nacional e não deve ficar muito acima deste patamar. Ainda que ficasse, teria uma boa margem de diferença para os rivais que em sua maioria dificilmente ficarão abaixo do patamar de R$ 200 mil.

Toyota Corolla Cross Urban Sport e Adventure

Os SUVs compactos e médios representam o maior volume de vendas, mas é nos segmentos mais altos que haverá mais opções de versões híbridas, como no caso dos já disponíveis Volvo XC40 R-Design híbrido (R$ 245.950), Toyota RAV4 Hybrid (R$ 217.990) Lexus NX 300h (R$ 270.990) e a nova geração do Volkswagen Tiguan, que em um futuro não muito distante tem boas chances de desembarcar com a versão híbrida por aqui. 

Como dissemos, a Toyota confirmou o lançamento do Corolla Cross no Brasil para 2021. A montadora japonesa já investiu a quantia de R$ 1 bilhão na fábrica de Sorocaba para preparar sua produção, onde o modelo é conhecido pelo código 740B. 

Até lá o cenário pode mudar bastante, mas a julgar pelos fatores atuais o novo SUV da Toyota tem tudo para emplacar também no segmento dos híbridos, a exemplo dos companheiros de marca Corolla, RAV4 e Prius, simplesmente os três carros híbridos mais vendidos no país no ano passado.