Baterias mais eficientes estarão disponíveis em até 5 anos.

  • Executivo diz que marca já possui carros elétricos com baterias de estado sólido
  • Apresentação aconteceria durantes os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

A Toyota certamente não é famosa por tomar decisões precipitadas. Mas quando ela decide uma coisa, é do tipo que muda as regras do jogo para todo mundo. Aconteceu com os híbridos (no caso do Prius), primeiro acreditando e depois induzindo a indústria a acompanha-lá. E por mais surpreendente que possa parecer, isso pode acontecer de novo, mesmo que estejamos falando sobre carros elétricos.

A gigante japonesa, por enquanto, mostrou um pequeno carro ultra-compacto de dois lugares movido a bateria elétrica na última edição do Salão de Tóquio, o que de certa forma causa surpresa no evento pela ausência de mais novidades. Agora, com as primeiras imagens que surgiram na rede em vazamentos, a montadora declara estar pronta para vender carros com baterias de estado sólido no máximo até 2025. Muito antes do esperado. 

Galeria: Toyota - SUVs elétricos (patentes)

Keiji Kaita, vice-presidente da Toyota e número um da divisão Powertrain, disse em entrevista à Automotive News, que a marca tinha planos de apresentar os carros elétricos movidos por esse tipo de bateria durante o Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A declaração agora deixa clara a estratégia da empresa em "esconder" as novidades que poderia ter mostrado no Salão de Tóquio e reserva-las para o evento olímpico. Em sua declaração, Kaita deixa claro que a montadora japonesa estava pronta para mostrar uma frota de veículos ecológicos completamente inédita durante os Jogos. Mas com a pandemia e o adiamento do evento até o próximo ano, a grande (e surpreendente) apresentação não aconteceu.

Desses veículos, evidentemente, já haveria alguns com baterias de estado sólido. Kaita também forneceu algumas informações sobre as baterias em questão, que seriam capazes de recarregar completamente em apenas 15 minutos.

Esses desempenho espetacular seria possibilitado por um eletrólito à base de sulfeto que garantiria uma passagem muito mais eficiente de íons de lítio entre os dois eletrodos, permitindo atingir uma densidade de energia oito vezes maior que as melhores baterias atualmente disponíveis no mercado.

Ainda mais incrível é o fato de que estas novas baterias seriam garantidas por até 30 anos, pois, após três décadas, ainda teriam desempenhos superiores a 90% de todo o seu potencial.

Para desenvolver um produto tão inovador a Toyota criou uma joint venture com a Panasonic em abril passado. Chama-se Prime Planet Energy & Solutions e já possui 5.100 funcionários, dos quais 2.400 trabalham na China.

É a Prime Planet Energy & Solutions que terá que construir a bateria de estado sólido que a Toyota colocará no mercado dentro de 5 anos. Kaita diz que está confiante de que o objetivo será alcançado.

Agora, resta apenas saber se o primeiro contato com esse tipo de tecnologia ocorrerá durante os Jogos Olímpicos adiados para 2021, ou em outra ocasião. De qualquer forma, há algo muito importante para ficarmos de olho.