Versão elétrica chega em 2022 com desempenho impressionante.

Aqui está o Maserati MC20, que após muitas especulações é revelado ao público sem mais mistérios ou disfarces. O símbolo da nova era da marca do tridente também estará disponível em uma versão totalmente elétrica a partir de 2022 e agora surgem os primeiros dados que farão os fãs ficarem de olhos abertos. 

Sim, porque a Casa acaba de divulgar as principais especificações do primeiro veículo 100% elétrico da sua história e, digamos de imediato, sabemos que será ainda mais potente do que a versão a combustão do novo V6 Nettuno. 

Galeria: Maserati MC20

0-200 km/h em 8,4 segundos

O MC20 de emissão zero, antes de mais nada, vai de 0 a 100 km/h em apenas 2,8 segundos e em 8,4 segundos atinge os 200 km/h. Os números, especialmente os últimos, são impressionantes. A versão a gasolina cumpre a tarefa em 2,9 s e 8,8 s, respectivamente. Diferenças pequenas, pode-se dizer, mas é preciso levar em conta o fato de que o peso maior devido à bateria é compensado por uma montanha de torque e potência.

Quanto à velocidade máxima, porém, é o MC20 com motor térmico quem leva a melhor. Ele chega a 325 km/h, enquanto o elétrico irá parar (por assim dizer) a 310 km/h. Sabe-se também que o elétrico poderá rodar até 380 km com a bateria cheia. 

  MC20 (térmico) MC20 (elétrico)
0-100 2,9 segundos 2,8 segundos
0-200 8,8 segundos 8,4 segundos
velocidade máxima 325 km/h 310 km/h
Autonomia - 380 km

Monocoque de carbono

O Maserati MC20 adota um novo quadro de fibra de carbono que foi projetado para se adaptar às necessidades das versões coupé, conversível e elétrica. É apenas adaptado em espessuras e reforços para melhor atender às características dos três modelos.

Por exemplo, na versão elétrica, será fornecido um reforço inferior para apoiar e proteger a bateria.

Maserati MC20 - lateral

Um rosto diferente

Continuando com o foco na versão elétrica, até o momento nenhuma informação foi divulgada sobre a bateria e, de uma forma geral, sobre a arquitetura. Dado o desempenho monstruoso, é razoável supor que será movido por pelo menos dois motores elétricos, que a essa altura também trariam tração nas quatro rodas.

Quanto à estética, aspecto extraordinário para o qual a galeria acima vale mais que mil palavras, embora nenhuma informação oficial ainda tenha vazado, é provável que a versão elétrica sofra algumas modificações funcionais.

Não necessitando da mesma quantidade de ar para resfriar o motor, na verdade, ele poderia ter uma frente mais "fechada", refinando ainda mais uma aerodinâmica já extremamente avançada. Então, o que dizer se não: emocionante, exatamente como a Maserati deseja.