Gates disse que “os eletrificados provavelmente nunca serão uma solução prática para coisas como veículos de 18 rodas”.

Bill Gates comentou sobre seus investimentos na QuantumScape durante uma conversa sobre transporte neutro em carbono. Nesse texto, ele mencionou que acredita em carros elétricos (ele possui um Porsche Taycan), mas não que os veículos movidos a bateria que sejam capazes de lidar com cargas pesadas (caminhões). Demorou só um tweet para sabermos o que Elon Musk pensa a respeito disso:

O que Bill Gates escreveu no GatesNotes em 24 de agosto foi o seguinte:

"Mesmo com os grandes avanços na tecnologia de baterias, os veículos elétricos provavelmente nunca serão uma solução prática para coisas como veículos de 18 rodas, navios de carga e jatos de passageiros."

Em 12 de setembro, Richard Reina perguntou a Elon Musk sobre isso, e você pode ver a resposta do CEO da Tesla abaixo:

 

Uma resposta direta - e previsível, vinda de quem aposta em caminhões elétricos. Infelizmente, não é o que esperaríamos que superasse os questionamentos pertinentes de Bill Gates em seu texto. Não só ele, mas também muitos outros críticos à ideia de um caminhão Semi movido a bateria. Segundo todos eles, um veículo dedicado ao transporte de cargas não pode penalizar a quantidade de carga que pode transportar com o peso de sua enorme bateria.

Galeria: Tesla Semi - caminhão elétrico

Essa é a principal crítica à ideia, mas também há preocupações sobre o tempo de inatividade que esses veículos teriam que enfrentar. Caso tenham um sistema de carregamento rápido capaz de evitar isso, o temor é que essas baterias se degradem muito mais rápido do que se fossem carregadas lentamente.

O Battery Day da Tesla será realizado em 22 de setembro. Se não for adiado, esperamos que Musk explique o que Gates está perdendo. Tem a ver com uma tecnologia que fará com que o Tesla Semi faça todo o sentido, apesar de todas as preocupações já levantadas sobre isso. Apostamos que até o fundador da Microsoft está curioso para ver o que a Tesla apresentará para provar que ele está errado.

Source: Bloomberg