Versão 100% elétrica do SUV ganha baterias mais eficientes na China.

Recém-lançado no Brasil, o Ford Territory ganhou uma versão elétrica na China no final do ano passado. Agora, com poucos meses no mercado, o SUV elétrico foi atualizado com o acréscimo de alguns itens e também passa a contar com uma bateria de capacidade, o que lhe rendeu um aumento na autonomia. 

Equipado com um motor elétrico de 120 kW (163 cv) e 28,5 kgfm de torque, o Ford Territory EV recebeu uma nova bateria com 60,4 kWh de capacidade. Agora, a autonomia homologada pelo ciclo NEDC vai a 435 km com uma carga, um ganho de 75 km em relação ao modelo anterior.

Galeria: Ford Territory EV

Outra acréscimo é a introdução do condicionador de ar acionado por bomba de calor, que garante aquecimento mais eficaz em condições de frio intenso, poupando mais de 40% da energia em comparação com o sistema convencional e ampliando a autonomia no inverno em até 50 km.

Em termos de equipamentos e tecnologia, os proprietários do Ford Territory podem utilizar um aplicativo dedicado para travar as portas, ligar o motor e acessar o sistema do veículo elétrico. O SUV elétrico possui ainda uma tela de 10" para o sistema de informação e entretenimento, quadro de instrumentos digital de 10,25", comando de voz, navegação e até o aplicativo WeChat, que é extremamente popular na China.

Ford Territory Ev - interior

Destaque ainda para os sistemas de assistência à condução Co-Pilot360, que inclui alerta de colisão frontal, alerta de saída de faixa, assistente de estacionamento e monitor de pontos cegos, entre outros itens. 

Disponível na China em duas versões de acabamento, o Ford Territory elétrico tem preço entre 179.800 yuans (R$ 138.900) e 192.800 yuans (R$ 149.038) - valor final com os incentivos governamentais já considerados.

No Brasil, o Ford Territory é vendido em duas versões de acabamento - SEL e Titanium - com preços de R$ 165.900 e R$ 187.900, respectivamente, e sempre equipado com o motor 1.5 turbo GTDI a gasolina de 150 cv de potência e 22,9 kgfm de torque associado ao câmbio automático CVT com 8 marchas simuladas.

A estratégia de eletrificação da Ford aqui no país deve ter início com o Escape híbrido plug-in com possibilidade de vinda do 100% elétrico Mustang Mach-E em um segundo momento, embora ainda não tenha confirmação oficial. Ao menos por enquanto, este Territory elétrico não consta nos planos da marca para o nosso mercado, mas até que poderia. E você, o que acha?