Versão de alto desempenho estreia na Europa até o final de 2021

Revelado em novembro de 2019, o Ford Mustang Mach-E é um veículo com pretensões globais desde que nasceu, inclusive com grandes chances de vir ao Brasil. E agora a marca do oval azul revela os detalhes da versão GT, a mais potente do seu primeiro SUV elétrico, que chegará à Europa até o fim de 2021.

O modelo de alto desempenho batizado Ford Mustang Mach-E GT virá equipado com dois motores elétricos, um em cada eixo, para um total de 465 cv de potência e 84,4 kgfm de torque. Um conjunto que segundo a Ford garante aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos - um tempo melhor que os principais rivais Jaguar I-Pace (4,8 segundos), Mercedes EQC (5,1 segundos) e BMW iX3 (6,8 segundos).

Galeria: Ford Mustang Mach-E GT 2021

Além disso, o Mustang Mach-E GT será equipado de série com uma bateria de 88 kWh, que garante um autonomia de até 500 km de acordo com o ciclo WLTP, um número que coloca o SUV elétrico da Ford em posição de destaque perante os principais rivais.

Esta versão de desempenho está equipada com suspensão adaptativa MagneRide e se difere do restante da linha pelas rodas de liga leve de 20", pinças de freio pintadas de vermelho e pintura externa em cores exclusivas: Grabber Blue e Cyber ​​Orange. Já o interior se destaca pelos bancos Ford Performance, um volante exclusivo e uma tela para o sistema de informação e entretenimento com 15,5" compatível com o Ford SYNC de última geração.

Ford Mustang Mach-E GT

Enquanto a estreia do Mustang Mach-E nos mercados globais acontecerá de forma gradual durante o ano que vem, o Mach-E GT chegará à Europa no final de 2021 com um preço inicial ainda desconhecido.

E no Brasil?

O Mustang Mach-E é o primeiro sinal do novo plano estratégico da Ford, mais voltado para os utilitários e veículos elétricos. E como dissemos, ele será bastante competitivo e o que é mais importante: um veículo global.  

Durante a revelação do modelo, Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul falou ao Motor1 sobre a possibilidade do SUV 100% elétrico da marca no Brasil. A resposta foi enfática: "sim, existe uma chance altíssima de vendermos o Mach-E no Brasil", disse Waters. Embora não tenha deixado claro quando isso iria acontecer.