O pontífice recebeu de presente um exemplar do sedã a célula de combustível que usou no Japão

O Papa Francisco sempre foi "verde". Não só pela encíclica "Laudato si", sobre o cuidado da nossa casa comum que já em 2015 enfatizou a questão ambiental, mas também pelos automóveis com que se desloca.

Depois de receber dois exemplares do Forfour elétrico da Mercedes, agora o líder mundial da Igreja Católica Apostólica Romana acaba de ganhar um Toyota Mirai da Conferência Episcopal Japonesa, um sedã movido a hidrogênio especialmente adaptado para suas aparições públicas. 

Galeria: Toyota Mirai - papamóvel

O carro é um dos dois modelos que a Toyota construiu especificamente para os deslocamentos do Papa Francisco durante sua viagem ao Japão, que ocorreu em novembro do ano passado.

Totalmente branco, como todos os carros do Santo Padre, o modelo sofreu uma modificação evidente no teto, substituído por uma tampa de vidro retangular transparente que permite viajar em pé, segurando a alça especial de segurança. Por esse motivo, o 'Mirai del Papa', com 5,1 metros de comprimento, atingiu uma altura de 2,7 metros. Confortável, muito tranquilo e amigo do meio ambiente.

Papa Francisco ganha um Toyota Mirai a hidrogênio - perfil

O novo papamóvel a célula de combustível foi entregue em 7 de outubro, perto da Igreja de Santa Marta, onde se encontra o pontífice, na presença do Estado japonês e de autoridades eclesiásticas, incluindo o Padre Domenico Makoto Wada, representante da Conferência Episcopal Japonesa, e Sua Excelência Senhor Seiji Okada, Embaixador do Japão junto à Santa Sé.

As principais figuras da Toyota também estiveram presentes na cerimônia, incluindo o Vice-Presidente Europa, Miguel Fonseca, e Mauro Caruccio, CEO da filial italiana.