O órgão SAE definiu oficialmente as características para a comercialização de carregadores

Em um mundo onde a recarga de carros elétricos representa um ponto chave para dar um novo impulso à transição energética, outras soluções também podem vir ao lado das estações de carregamento (às vezes ultrarrápidas). Na verdade, a tecnologia continua a evoluir em várias direções para que o processo de recuperar energia seja cada vez mais fácil e rápido.

Entre eles está o carregamento sem fio, que foi testado de forma fragmentada durante anos (especialmente na China e no norte da Europa) e agora pode evoluir para um desenvolvimento mais estruturado. Isso porque a SAE International, um órgão de padronização no campo da indústria automotiva e aeroespacial, decidiu acelerar a padronização dessa tecnologia.

O novo padrão

Especificamente, a SAE emitiu os padrões SAE J2954 e SAE J2846 / 7 que determinam como transferir energia da placa de carregamento para a bateria do carro e sobre os protocolos de comunicação para carregamento sem fio.

Carregamento sem fio

"A publicação dessas normas - afirma Jack Pokrziwa, diretor da divisão automotiva da SAE - define protocolos que garantem desempenho efetivo e segurança. Além disso, graças às características que serão comuns a quem deseja experimentar esta tecnologia, ela fará com que os produtos fabricados pela várias empresas compatíveis e intercambiáveis. E este é um grande passo para a comercialização."

Indução até 11 kW

Os dois padrões, que a empresa americana desenvolveu a partir de um diálogo estreito e produtivo (conforme definido no comunicado oficial) com os fabricantes e com as empresas que lidam com tecnologia, permitem recarregar até 11 kW com uma distância entre a placa e o veículo de até 25 centímetros e eficiência de 94%.

  • Potência: 11 kW
  • Distância do solo: 25 cm
  • Eficiência: 94%

Na definição desses padrões, a necessidade de alinhamento entre placa e veículo também foi levada em consideração para o correto funcionamento da tecnologia. Tudo foi pensado: a necessidade de ter as placas posicionadas de uma determinada forma e em um determinado tamanho. Na verdade, as baias estão preparadas para acomodar carros que possam estacionar e recarregar de forma totalmente autônoma.

Galeria: Carregador por indução BMW 530e