SUV elétrico incorpora mudanças estéticas e de equipamento, mas o trem de força não muda

No início de setembro, a Hyundai apresentou a atualização de um de seus utilitários, o Hyundai Kona, e agora a montadora coreana lança a versão elétrica renovada, ou seja, o Hyundai Kona EV 2021, que estreia diferentes mudanças tanto no visual quanto em termos de equipamentos e implementação de tecnologia.

O modelo de emissão zero, lançado em 2018, já vendeu mais de 120.000 unidades globalmente em menos de dois anos, de modo que superou todas as expectativas do próprio fabricante, graças, entre outras coisas, a uma autonomia de até 482 quilômetros no ciclo WLTP, que agora aumentou em 2 quilômetros.

Galeria: Hyundai Kona Electric 2021

Para começar, o Kona elétrico renovado ostenta um design ligeiramente diferente, apresentando uma nova aparência frontal, com linhas mais limpas, novas luzes diurnas de LED e faróis mais simples, que agora se estendem ligeiramente para a parte traseira. O SUV elétrico agora ficou cerca de 3 cm mais comprido do que antes. 

Outra novidade são as entradas de ar adicionais localizadas bem na frente dos arcos das rodas. A tomada de recarga do modelo, aliás, fica justamente na dianteira, onde ficaria a grade de um carro convencional, com motor a combustão. Os pára-choques dianteiro e traseiro têm duas barras cromadas, enquanto o traseiro incorpora lâmpadas mais largas.  

Hyundai Kona Electric 2021 - recarga

A marca oferece um total de 16 opções de pintura externa para o Kona EV, das quais nove são novas. Há também a opção de teto com pintura contrastante, seja Phantom Black ou Chalk White, e por dentro há elementos bicolores com couro, tecido ou estofamento misto.

A cabine também recebe algumas novidades, como painel de instrumentos digital de 10,25" ou entrada USB para console central traseiro e tela multimídia também com 10,25" (opcional), que inclui serviços conectados e é compatível com Apple CarPlay e Android Auto (a tela que vem de série é de 8,0" e também oferece essa conectividade, também sem fio). 

A partir de agora, o chamado Bluelink permitirá aos clientes controlar e monitorar diferentes aspectos do veículo a partir de um aplicativo de smartphone. Você pode verificar a autonomia disponível, o estado da bateria ou o tempo de carregamento com o carro conectado, e também pode programar a própria carga no momento desejado pelo usuário ou ativar o pré-condicionamento remoto do habitáculo.

Hyundai Kona Electric 2021 - externo - traseira

Onde não há mudanças é no sistema de propulsão elétrica do modelo, que continua a oferecer duas opções de baterias, 39,2 e 64 kWh, além de dois níveis de potência. A versão básica oferece 136 cv (100 kW) e 40,2 kgfm de torque máximo, enquanto a da bateria mais generosa chega a 204 cv (150 kW), embora o torque seja idêntico.

No primeiro caso, falamos de até 305 quilômetros de autonomia (WLTP), enquanto a variante topo de gama anuncia até 484 quilômetros (2 quilômetros a mais do que antes, graças aos pneus novos). Os benefícios também variam. Com a bateria pequena, o 0-100 km/h leva 9,9 segundos, em comparação com 7,9 segundos para a versão mais potente, e a velocidade máxima é de 155 ou 167 km/h, respectivamente.

Hyundai Kona EV 2021
Hyundai Kona EV 2021

Como opcional, o Kona EV oferece um carregador de bordo trifásico de 10,5 kW, o que reduz os tempos de recarga. Falamos de 4 horas e 20 minutos no caso da versão com bateria de 39,2 kWh e 6 horas e 50 minutos para a variante com bateria de 64 kWh (em comparação com 6 horas e 9 horas e 15 minutos, respectivamente, com o carregador integrado de 7,2 kW).

Finalmente, o SUV elétrico inclui uma infinidade de sistemas de assistência ao motorista, incluindo o Alerta de Tráfego Traseiro, Assistente de Ponto Cego ou Aviso de Saída Segura para ocupantes traseiros, além dos usuais, como Controle de cruzeiro com Stop & Go, assistente de permanência em faixa ou alerta de velocidade inteligente, por exemplo.