Marca romena planeja aposentar sua minivan e colocar um SUV em seu lugar

A marca Dacia significa claramente muitas coisas diferentes para os que estão no segmento automotivo. Para alguns, é o lar espiritual das boas notícias do Top Gear, enquanto para outros significa uma montadora comprometida em produzir carros confiáveis ​​e baratos para as massas. Independentemente de qual posição você prefere, a montadora romena está planejando um novo carro.

Marc Suss, chefe dos produtos Dacia, entende que o formato do veículo multifuncional (MPV) não é mais tão popular quanto antes. Com a transição para o SUV, isso leva ao fim do Lodgy - um Dacia MPV que remonta a 2012.

Galeria: Dacia Lodgy

Para um fabricante que se orgulha de seus veículos simples e confiáveis, o novo conceito de 7 lugares certamente se destaca na multidão. Além de ser o primeiro Dacia híbrido, será baseado nos fundamentos do novo Sandero. Junto com seu novo motor, ele também carrega uma miríade de recursos de segurança, como frenagem automática de emergência, detectores de pontos cegos, assistência de partida em rampas, freio de estacionamento elétrico e muitos outros.

Disponível sob o capô estará um motor híbrido 1,6 litro que irá gerar cerca de 140 cv. Com confiabilidade já comprovada no Renault Clio, o motor contará com um sistema híbrido menos complicado para manter os custos baixos - ao que parece ele não será capaz de recuperar energia durante a frenagem. Além da primeira incursão da Dacia em veículos híbridos, é igualmente uma grande notícia que não haverá uma opção a diesel. 

Semântica à parte, é bom ver a montadora romena aderindo a sua filosofia simples, mesmo quando estão prestes a lançar um de seus veículos mais avançados. Programado para estrear em meados de 2021, será interessante ver como será a sua aceitação quando ele chegar aos showrooms.