A Mercedes anunciou os locais e as datas de início da produção de seus próximos carros elétricos

Em 2022, a Mercedes-Benz quer avançar na eletrificação e oferecer oito carros elétricos da série EQ. O EQV e o EQC já estão no mercado. Portanto, ainda faltam seis modelos da linha: EQA, EQB, EQE, EQS, EQE SUV e EQS SUV. Agora, a marca alemã está revelando mais detalhes sobre o início da produção desses carros.

Em maio de 2019, a produção do EQC na fábrica de Bremen foi integrada à produção em série em andamento do GLC e do Classe C. A produção na China começou apenas alguns meses depois - em uma joint venture chamada BBAC em Pequim. Em 2020, a produção do EQV começou em Vitória, no norte da Espanha.

Galeria: Mercedes EQ - produção

A produção do EQA na fábrica de Rastatt também já começou. O modelo, referido como um SUV compacto elétrico pela Mercedes, será apresentado ao público em 20 de janeiro de 2021. Assim como o EQC e o EQV, a produção em Rastatt ocorre em paralelo com as variantes da Classe A com motor convencional (Classe A, Classe A sedã, Classe B, GLA). Em 2021, o EQA também será produzido na BBAC em Pequim para o mercado chinês.

Já o EQB será produzido em dois locais a partir de 2021: na fábrica húngara em Kecskemét para o mercado mundial e na BBAC para a China. O carro é classificado pela Mercedes como um SUV compacto movido a eletricidade, não uma van compacta.

A produção do Mercedes EQS começará na Fábrica 56 em Sindelfingen no primeiro semestre de 2021 . Trata-se do primeiro modelo a usar a nova plataforma elétrica adaptada para carros de luxo. O convencional Classe S e, no futuro, o Mercedes-Maybach Classe S também serão construídos lá.

A produção do "sedã executivo" EQE começará em Bremen no segundo semestre de 2021 e logo depois em Pequim. Dois outros modelos da linha EQ são o EQE SUV e o EQS SUV . Eles devem ser construídos em Tuscaloosa (EUA) a partir de 2022 - novamente na mesma linha dos SUVs convencionais correspondentes, ou seja, provavelmente GLE e GLS.

Um total de oito veículos da linha EQ serão produzidos em 2022. Semelhante à BMW, a Mercedes depende da flexibilidade: nas fábricas, veículos com propulsão convencional, híbridos plug-in e carros elétricos podem ser construídos em paralelo - de acordo com a demanda. Aparentemente, eles não têm certeza de que a mobilidade elétrica dominará logo o mercado. Mas o fabricante com sede em Stuttgart espera que a partir de 2030 mais da metade das vendas da Mercedes sejam híbridos plug-in e veículos elétricos.

O Smart é oferecido apenas como carro elétrico. O EQ Fortwo incluindo a variante conversível é fabricado em Hambach, França, enquanto o EQ Forfour é feito em Novo Mesto, Eslovênia. A próxima geração, no entanto, será construída na China por uma joint venture com a Geely.