Herbert Diess quer transformar a fábrica de Wolfsburg em um complexo de produção de carros elétricos

A Volkswagen gasta mais de 20 horas na fabricação de cada Golf ou Tiguan em Wolfsburg, sua maior fábrica. O CEO Herbert Diess disse aos principais diretores que deseja que a fábrica gaste apenas 10 horas em cada veículo produzido, uma meta que seria semelhante ao que Elon Musk disse querer para a Tesla, de acordo com a Bloomberg.

Embora o artigo se refira a Wolfsburg como a maior fábrica de automóveis do mundo, isso não é correto. A maior delas é o complexo da Hyundai em Ulsan, que sozinha produz mais de 1,5 milhão de carros por ano. Isso é quase o dobro do que Wolfsburg monta a cada ano.

Galeria: Volkswagen ID.4 - produção em série em Zwickau

Independentemente disso, o CEO da VW quer transformar a fábrica mais antiga da Volkswagen em um complexo de fabricação de carros elétricos. A parte estranha da história é que os investimentos no desenvolvimento de software e na produção de VEs em Wolfsburg seriam para produzir a versão da Volkswagen do projeto Artemis que a Audi está conduzindo atualmente.

A menos que esteja faltando alguma coisa, isso não faz sentido. O projeto Artemis quer criar um carro-chefe elétrico para competir com o Tesla e o Lucid em termos de eficiência. Por que Diess iria querer que um carro assim fosse produzido em dez horas? Como seria sua qualidade? Isso caberia apenas em um carro que deve ter grandes volumes de produção e um preço acessível.

Volkswagen ID.4 -produção em série em Zwickau

Outro aspecto importante dessa meta é como a Tesla pretende chegar lá. A empresa desenvolveu mega fundições para simplificar a fabricação de automóveis. Os futuros veículos da Tesla terão os chamados giga fundidos para suas seções dianteira e traseira. A parte do meio contará com uma bateria estrutural.

No Tesla Battery Day, Musk disse que reduziria 370 partes da carroceria, economizaria 10% da massa e acrescentaria 14% de autonomia aos veículos. A empresa Foxconn seguirá essa estratégia com sua plataforma elétrica de código aberto MIH.

Será difícil para a Volkswagen conseguir fabricar um carro se não simplificar a produção de forma significativa. Isso quer dizer que a empresa também pode adotar peças mega fundidas - seja isso ou uma solução semelhante para reduzir o tempo de produção.

Os executivos que conversaram com a Bloomberg lançaram mais duvidas do que responderam a questionamentos sobre quaisquer planos para Wolfsburg. Independentemente das respostas, Diess está focado em manter sua promessa de não ver a Volkswagen acabar como a Nokia. Saber onde você não quer estar é o primeiro passo para ir para outro lugar. Agora saber o caminho já é uma outra história.

Galeria: VW ID.3 - produção em Zwickau