Matéria confirma produção nos EUA e assinatura do acordo no dia 17 de fevereiro

Por fim, a Apple escolhe Kia. A novela entre a empresa de Cupertino e o Grupo Hyundai, que há algum tempo negociam a produção do inédito carro elétrico, parece estar chegando ao fim. A empresa coreana, inicialmente não tão inclinada a iniciar uma colaboração com a Apple, encontrou o lado ideal na Kia. A empresa de Seul, portanto, acompanhará Tim Cook e associados no mundo das quatro rodas.

Aparentemente sim, de acordo com rumores de fontes coreanas, que também dão detalhes de um negócio de US$ 3,59 bilhões.

Ações da Kia disparam

Isso foi o suficiente para fazer as ações da Kia dispararem +14,5%, levando-a aos níveis mais altos depois de mais de 20 anos. Desde 1997 a ação não havia chegado a 102.000 won. E dois dias antes, quando surgiram os primeiros rumores de que a Hyundai poderia realmente escolher a Kia para seguir o projeto da Apple, as ações haviam subido mais 20%.

Apple e ChargePoint juntos para integrar serviços de cobrança no Apple CarPlay

Segundo a DongA.com, a mídia coreana que divulgou a notícia, a parceria será oficializada no dia 17 de fevereiro, data marcada para a assinatura do contrato. Os US$ 3,6 bilhões que a Apple investirá para dar forma ao primeiro fruto do Projeto Titan serão usados ​​para iniciar a produção de carros elétricos na fábrica americana que a Kia possui na Geórgia, ao sul de Atlanta.

100.000 carros por ano

Aparentemente, a Apple será capaz de produzir 100.000 carros por ano até 2024 naquela fábrica, mas no futuro, graças a uma série de expansões, terá como meta uma produção de 400.000 carros por ano.

Kia, Hyundai e Apple, no momento, porém, permanecem em silêncio absoluto.

Galeria: Carro da Apple - projeção Motor1