Componente está sendo desenvolvido em parceria com a SolidEnergy Systems

A GM está adotando uma nova tecnologia de bateria que proporcionará grandes melhorias em autonomia e custo. O anúncio veio direto do presidente Mark Reuss durante uma entrevista com David Ignatius como parte de uma série prospectiva do Washington Post. 

A montadora se associou à SolidEnergy Systems (SES) para desenvolver a tecnologia, que será sua próxima geração de células Ultium. Já realizou simulações em seu Tech Center em Warren, Michigan, totalizando 240.00 quilômetros. A tecnologia é caracterizada pela GM como uma bateria de metal de lítio com um ânodo protegido

Essas simulações envolvem modelos de computador sofisticados, que colocam as células em fluxos de energia que simulam kits usados em veículos elétricos enquanto carregam, fazem acelerações bruscas e usam frenagem regenerativa.

Redução de custos

Supondo que eles estejam usando a bateria mais recente no Bolt EV e EUV como ponto de partida, como fizeram em discussões anteriores sobre a tecnologia de baterias do futuro, Reuss diz que essas novas células oferecerão o dobro da densidade das baterias atuais a 60% do custo. 

Esses são os tipos de números que ajudarão a GM a reduzir os preços dos veículos elétricos e permitirão oferecer veículos elétricos em todos os nichos de mercado, incluindo marcas mais voltadas para o valor, como a Chevrolet. 

gm-bateria-alta-capacidade

Mais autonomia

Para colocá-los em contexto, Reuss diz que eles estão se aproximando de 720 km de autonomia com o próximo GMC Hummer EV - aliás, a empresa tinha dito anteriormente que o alcance do veículo seria de mais de 640 km - e esta nova célula de metal de lítio poderia dar de 800 a 950 quilômetros entre cargas completas.

Esta notícia chega no momento em que a GM está construindo uma nova fábrica de baterias Ultium em Lordstown, Ohio, com sua parceira LG. Há rumores de que a dupla está planejando outra fábrica em um futuro próximo. A participação da LG Energy nesta célula de próxima geração não foi mencionada por Reuss ou no comunicado oficial à imprensa. Isso não significa, entretanto, que eles não estarão envolvidos na eventual fabricação.

Joint venture com a SolidEnergy

A General Motors começou a investir na SolidEnergy em 2015. Nenhum cronograma específico foi fornecido para a introdução das células nos veículos de produção. Durante a entrevista Ignatius perguntou a Reuss se ele e a CEO Mary Barra apostam o futuro da empresa nos veículos elétricos. Reuss respondeu que a indústria automobilística é um "negócio de capital de longo prazo" e eles sempre apostam no futuro.

Ele então elaborou a resposta, mencionando que os veículos elétricos permitem que eles reduzam significativamente os tempos de desenvolvimento e sejam mais ágeis. Ele enfatizou que a empresa está apostando no futuro de veículos elétricos a bateria e não em híbridos plug-in. "Essa é a aposta que fazemos."

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram