Herbert Diess resolveu dar uma prévia do que vem por aí em termos de veículos elétricos

Poucos dias após a conferência anual de resultados e o 'Volkswagen Battery Day', eventos onde a marca alemã detalhou planos para avançar na transição energética, o CEO da Volkswagen, Herbert Diess, fez uma postagem em sua conta no Twitter com imagens de teasers de futuros carros elétricos que serão lançados pela marca.

Ele também aproveitou para dizer o seguinte:

"Um futuro elétrico, digital e não tripulado nos espera, que abre novas possibilidades no design. O designer-chefe do nosso grupo, Klaus Tsikiora, e seus colegas compartilharam comigo sua visão de produtos futuros que nos ajudarão a derrotar novos concorrentes diante de startups como Xpeng, NIO, Lucid. Qual teaser você mais gosta?"

 

O primeiro esboço mostra o que parecer ser uma imagem um pouco mais clara do futuro sedã elétrico da Volkswagen, por enquanto chamado de Projeto Trinity. Trata-se de um carro importante, pois será o primeiro modelo a ser construído na futura plataforma dedicada que pretende suceder a base MEB gradualmente e servir de base a todos os carros elétricos do grupo alemão. 

Volkswagen - Trinity Project

Um segundo esboço mostra o que parece ser o interior de um futuro veículo elétrico com condução autônoma nível 5, o mais alto em automação. O que pode ser deduzido pela ausência dos comandos convencionais para o motorista. 

Volkswagen - Trinity Project

Depois, vemos uma interessante imagem que nos dá uma prévia de um caminhão pesado da MAN, empresa do Grupo Volkswagen. Pela proposta, o projeto de um caminhão elétrico do grupo alemão poderia rivalizar com o Tesla Semi, que já está na fase de testes avançados e se prepara para chegar ao mercado breve.

O Projeto Trinity está intimamente ligado à nova arquitetura Scalable Systems Platform (SSP), uma plataforma totalmente digital e altamente escalável, com a Volkswagen afirmando que ela é adequada para "modelos de todas as marcas e segmentos". Ela herdará muitos elementos das bases MEB e PPE, e as substituirá gradualmente em uma transição que deve estar totalmente concluída por volta de 2035, segundo Diess. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram