Grupo Volkswagen está acelerando a produção de baterias para os carros elétricos na plataforma MEB

A Volkswagen dobrou a meta. O grupo alemão com sede em Wolfsburg aumentará a produção anual de baterias para carros elétricos baseados na famosa plataforma MEB em sua fábrica de Braunschweig de 250.000 para 500.000 unidades.

Além disso, a Volkswagen também irá produzir no local 100.000 acumuladores por ano para modelos que não adotam a plataforma MEB: Volkswagen e-up!, Skoda Citigo iV, Seat Mii Electric, que ainda estão à venda em alguns mercados europeus. E os híbridos? Há (mais) espaço para eles também. A partir de 2023, a Volkswagen gostaria de atingir uma produção de 300 mil baterias: seis vezes os números atuais, na faixa de 50 mil.

Galeria: Polo de desenvolvimento de baterias da Volkswagen

Segundo fase

A Alemanha, portanto, prova ser uma terra de oportunidades no desenvolvimento de células. Enquanto isso, Thomas Schmall, CEO da Volkswagen Group Components e membro do Group Board of Management for Technology, explicou as razões para este aumento na produção:

"A forte demanda por modelos elétricos baseados no sistema de eletrificação modular significa que o primeiro estágio de produção a expansão atingiu seu limite, então ativamos o segundo".

"Atribuímos um papel fundamental à unidade de Braunschweig - continuou Schmall - pelas capacidades de desenvolvimento e produção de baterias que oferece".

A fábrica se tornará, assim, um grande centro de produção. Atualmente, muitos sistemas de direção, discos de freio, amortecedores de suspensão, rolamentos de roda e chassis auxiliares, bem como eixos dianteiro e traseiro, também saem de Braunschweig para os carros da empresa.

Também considerando que a Volkswagen tem a meta de entregar 450.000 carros elétricos somente neste ano, o anúncio mostra que o Grupo não irá se acomodar. Com efeito, continua a correr para consolidar a sua liderança na Europa na produção de automóveis a bateria, com o objetivo de realizar uma mudança tecnológica também neste setor.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram