Desconhecido com ideia bizarra causou sérios danos ao carregador para carros elétricos

Ódio ao carros elétricos? A Stadtwerke, uma empresa responsável pela prestação de serviços em Munique, na Alemanha, pode até se deparar com algumas pichações em estações de carregamento. Mas e quando surge alguém com a ideia bizarra de espalhar carne moída nos plugues e, assim, estragar um carregador? Sim, isso aconteceu e foi relatado pelo jornal local AZ. 

De acordo com a matéria, um ou mais desconhecidos danificaram uma estação de recarga localizada em um subúrbio de Munique com carne moída de tal forma que a carne úmida penetrou nos contatos. Acreditamos que isso tenha causado um curto-circuito, sendo que de acordo com a matéria, um conserto rápido não foi possível e a estação de recarga foi desativada.

estacao recarga alemanha vandalismo
"carros elétricos não salvarão o clima" - pichação em Munique

Estações de carregamento danificadas ou mesmo destruídas não são incomuns em Munique, de acordo com o relato da Stadtwerke. Em 15% dos casos, são devidos a vandalismo. No geral, a "taxa de interrupção" dos carregadores em Munique é inferior a 3%. Na média nacional, por outro lado, cerca de 1/6 sofre algum tipo de avaria, ou seja, cerca de 17 por cento.

Muitos donos de carros a diesel ou a gasolina estão incomodados com a preferência política por carros elétricos na Alemanha. Os fartos incentivos e subsídios para os carros ecológicos provavelmente são motivo de revolta para muitos fãs de carros a combustão. Afinal de contas, o Estado paga nada menos que 6.000 euros (R$ 39.000) na compra de um elétrico. Além disso, existe a quota do fabricante, o que significa que o subsídio chega a 9.750 euros (R$ 63.500).

O fato de que carros elétricos às vezes são relatados com mais frequência na mídia do que os modelos tradicionais, e que carros elétricos geralmente têm uma imagem melhor, pode incomodar os amigos do motor de combustão. Uma pesquisa na web, inclusive, revela um pouco dessa raiva. Encontramos apenas um artigo no "Neue Westfälische" (NW) de 2019. Tratava-se de um vídeo bastante compartilhado no Facebook pelo astrofísico Harald Lesch, no qual ele relata de forma relativamente objetiva sobre os problemas na extração da matéria-prima lítio da bateria. 

De acordo com a reportagem do jornal, no entanto, o vídeo se tornou o foco do ódio ao carro elétrico nas redes sociais:

"É interessante ver como essa questão é discutida nas redes sociais. Por semanas, um bizarro movimento de protesto vem se desenvolvendo, especialmente no Facebook, que mistura descobertas científicas significativas com um medo histérico de perda. E o carro elétrico se tornou um símbolo de todo o mal." (Artigo NW).

Como motorista de um carro a diesel ou a gasolina, você realmente precisa se revoltar contra os carros elétricos? Não necessariamente. Na maioria dos países europeus, inclusive na Alemanha, há um bônus de demolição que torna a compra de um carro elétrico ainda mais acessível. Ainda que haja críticas quanto a cadeia de produção dos carros ecológicos não ser totalmente limpa, isso não justifica nem de longe um ato de vandalismo ou violência. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram