Meios de comunicação admitem que não deveriam ter coberto os incidentes de falhas nos freios sem evidências concretas

Diariamente há "notícias de última hora" relacionadas à Tesla. Positivas ou não, é comum ter um viés negativo, pelo menos no tom e na manchete. Isso acontece porque os meios de comunicação logo descobriram que as notícias negativas da montadora têm boa audiência na internet e podem sempre ser atualizadas depois, quando mais detalhes esclarecem a situação, ou não.

Isso não quer dizer que a Tesla não tenha sua cota de problemas. Certamente houve notícias negativas ao longo dos anos que eventualmente foram confirmadas. No entanto, se você pesquisar na internet, encontrará um monte de histórias negativas sobre a Tesla que vêm de influenciadores aleatórios do tipo "fontes familiarizadas com o assunto", publicações financeiras convencionais e sites estrangeiros, apenas para citar exemplos. Algumas são certamente verdadeiras, mas muitas não são, ou pelo menos não foram confirmadas.

Galeria: Tesla Model 3 - China

Muitas vezes, essa "notícia" é amplamente divulgada, apenas para descobrir mais tarde que não é sustentada por fatos. Embora alguns veículos de comunicação de boa reputação estejam prontos e dispostos a atualizar seus artigos e mudar seus títulos, o estrago já foi feito. Além disso, existem muitas publicações que não seguem com atualizações ou correções, então esses artigos ficam para sempre na internet e as pessoas os enxergam como fatos.

Uma matéria recente da Teslarati, baseada em informações tuitadas por Ray4Tesla, afirma que os meios de comunicação chineses começaram a se desculpar com a Tesla por relatar incidentes de "falha de freio" sem nenhum fato para apoiar as alegações.

 
 

Essencialmente, os meios de comunicação reconhecem que as alegações de falha nos freios, que levaram a protestos, eram simplesmente rumores. Não havia nenhuma evidência para apoiar as alegações, mas as publicações relataram sobre elas mesmo assim. Agora, eles estão voltando atrás nas reportagens e incentivando outras empresas de comunicação a fazerem o mesmo.

Conversas sobre o assunto sugerem que a Tesla China, com seu novo foco em se envolver com reguladores e expandir sua equipe de relacionamento com o cliente na China, pode estar trabalhando para lutar contra esses atos falhos da mídia. A Tesla não tem uma equipe de imprensa ou ninguém para entrar em contato para esclarecimento de incidentes, o que é indiscutivelmente parte do problema. No entanto, isso não significa que não possa trabalhar nos bastidores para conter notícias falsas. 

Neste ponto, teremos apenas que esperar e ver o que acontece com as próximas notícias. A Tesla teve uma enxurrada de problemas divulgados pela mídia, incluindo o acidente no Texas, as alegações de falha nos freios e muito mais. Faltam muitos detalhes relacionados a essas histórias, mas elas ainda estão sendo publicadas. Será interessante quando a verdade vier à tona, impactando ou não a Tesla negativa ou positivamente. Os fatos são o que realmente importa. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram