A Oxis Energy não conseguiu o investimento suficiente para seus projetos e está a um passo da falência

A previsão de que o Brasil teria a primeira fábrica de células de bateria de lítio-enxofre do mundo está fortemente abalada. A Oxis Energy, empresa britânica que firmou parceria para produzir as células de alta densidade no país a partir de 2023, está a um passo da falência por conta da escassez de recursos para tocar seus projetos.  

A empresa trabalhava na primeira geração das baterias chamadas Quasi Solid-State cells Li-S, que teriam aplicação na aviação, marinha, defesa e veículos elétricos pesados, com uma densidade de energia de 450 Wh/kg e 550 Wh/L.

OXIS Energy - células de bateria

Um responsáveis por conduzir o processo de falência da empresa, Simon Girling, disse ao site europeu Electrive que a Oxis Energy não conseguiu "garantir o investimento necessário para continuar o desenvolvimento de seus produtos" e agora a empresa está sendo encerrada, com as centenas de patentes registradas indo a leilão: 

"No entanto, temos esperança de uma venda do equipamento de teste especializado da empresa e cerca de 200 patentes", disse Girling, de acordo com o comunicado. "Um adquirente ainda terá a oportunidade de comprar esses ativos no local, em um centro de testes reconhecido internacionalmente e uma instalação separada de P&D." 

Muitos ativos da empresa serão colocados à venda, incluindo equipamentos de testes especializados e cerca de 200 patentes (43 delas sobre química de lítio-enxofre de estado quase sólido).

Essa notícia é ainda mais impactante porque a Oxis Energy anunciou há poucos dias que começaria a produção em fase de testes das novas baterias de estado quase sólido até o fim deste ano. Além disso, a empresa britânica divulgou números ainda maiores de densidade para suas células:

  • 550 Wh / kg e 700 Wh / L na primavera de 2023
  • 600 Wh / kg e 900 Wh / L em 2026

Produção no Brasil

A produção inicial seria realizada na Welsh Plant em Port Talbot, Reino Unido, enquanto a produção em massa estava prevista para 2023 na nova fábrica que a OXIS Energy preparava aqui no Brasil em parceria com o Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) em Juiz de Fora (MG). 

Agora é aguardar os próximos passos e torcer para que algum comprador 'salve' os projetos da empresa britânica, que também repercutem diretamente por aqui. Fiquem atentos para mais novidades.  

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Fonte: Electrive