Andamos na versão de topo com 761 cv da perua elétrica que promete levar a família com emoção

Em uma estrada rural entre Zuffenhausen e Künzelsau - um lugar na Alemanha onde as estradas são tão livres quanto nos domingos sem carros da década de 1970, freio meu carro de teste - um Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - até a parada completa e me preparo para ativar o controle de largada (Launch Control). 

A ficha técnica impõe respeito. Mas como é possível se preparar para 560 kW (761 cv) e 107 kgfm de torque máximo? Tração nas quatro rodas, motor elétrico com câmbio de uma velocidade no eixo dianteiro, outro motor elétrico com câmbio de 2 velocidades no eixo traseiro. Seguro o volante com força, respiro novamente e piso fundo no acelerador...

Confira abaixo as impressões ao dirigir o novo Taycan Turbo S Cross Turismo publicada pelos nossos colegas do InsideEVs na Alemanha

Galeria: Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - impressões

O que é?

Vamos começar do início: depois de um número exagerado de teasers, a Porsche finalmente revelou o Taycan Cross Turismo em 4 de março de 2021 e, assim, tornou o conceito Mission E Cross Turismo do Salão de Genebra de 2018 uma realidade. Como era de se esperar, desde que o nome do estudo se tornou conhecido, o novo modelo é um Porsche totalmente elétrico, que está sendo lançado como uma perua elétrica com distância elevada do solo. 

Este é um novo território não apenas para a Porsche, mesmo que eles não gostem de pronunciar o nome do estilo de carroceria que chamamos de 'perua'. Um carro elétrico no estilo perua - e, portanto, com um pouco mais de espaço no porta-malas? Único! Tudo isso combinado com o aumento de distância do solo? Ainda mais exclusivo!

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo 3/4
Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo

É tão único que as pessoas na rua sempre param em frente ao carro, tiram fotos e ficam tão felizes como se tivessem acabado de ver uma nave espacial. Visualmente, o Cross Turismo não é tão diferente assim de um Panamera Sport Turismo regular. E você já deve ter se acostumado com o sedã esportivo Taycan.

O Cross Turismo aparenta ser muito comprido. Mesmo que seja dez centímetros mais curto que o sedã, com 4,97 metros. A principal diferença é a linha de teto mais longa e plana, que dá aos ocupantes traseiros 47 milímetros a mais de altura livre. E o porta-malas: com 446 a 1.212 litros, também cresceu. 

Para comparação: o Taycan 'normal' tem capacidade de apenas 407 litros. O 'frunk' sob o capô pode adicionar 84 litros. Para itens volumosos, um rack de teto e um suporte de bicicleta para a parte traseira estão disponíveis como itens opcionais para o Cross Turismo.

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - porta malas
Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - porta malas

Além de soleiras e entradas de ar modificados, o Cross Turismo oferece um "pacote de design off-road" opcional. Um modo de condução para rodar no cascalho é item de série, o que eleva o chassi em 30 milímetros usando a suspensão a ar, que também é de série. Além disso, os amortecedores ficam mais confortáveis e o controle de tração e gerenciamento de torque são ajustados para pisos desse tipo. 

Tudo funciona perfeitamente e é bastante divertido. Mas mesmo durante o test drive em uma pedreira, a Porsche admite que provavelmente menos de 10% de seus clientes optarão por trafegar nesse tipo de caminho.  

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo

Um porta-malas adequado para famílias, 30 milímetros a mais de distância ao solo, um modo de cascalho? Além disso, um peso de cerca de 2,5 toneladas e um comprimento de quase cinco metros? Ufa! Como eu, você também se perguntará - com toda a razão -: ainda é um Porsche? Eu posso te tranquilizar. Sim, é. De alguma forma, ainda melhor. Mesmo sendo diferente. 

Como anda?

Portanto, vamos voltar à estrada deserta no Turbo S. O modo Sport Plus garante que o Taycan também engate a primeira marcha no eixo traseiro ao dar a partida, e o 'soco' de mais 107 kgfm nas costas ao dar a partida deixa a calmaria para trás.

Sem patinar nenhuma das rodas, sem puxar o volante. Nada pode deter ou distrair a propulsão elétrica implacável de forma alguma. É difícil respirar e o campo de visão se estreita para o que ocorre entre a marcação do canteiro central e a faixa da direita.

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - movimento

Após cerca de 1,5 segundo, o eixo traseiro engata a segunda marcha e a pressão na carroceria cai por um milésimo de segundo. Antes que você seja praticamente esmagado contra o banco. Quando você - como eu - experimenta isso pela primeira vez, é realmente difícil notar os 2,9 segundos que se passam antes que o velocímetro supere a marca dos 100 km/h. 

E quando você finalmente conseguir e depois analisar a sensação, descobrirá que o riso é devido à liberação excessiva de dopamina. Também há uma certa dose de pânico. A confusão que surge e o medo que desaparece repentinamente.

O puro sentimento de felicidade também me inspirou a formular a seguinte frase: A Porsche conseguiu construir uma perua off-road 'lifestyle' que é uma sucessora para o 959. 

Nem melhor, nem pior: diferente

E na verdade não faz falta nem mesmo o ronco de um motor boxer de seis cilindros de grande capacidade. O ronco 'sintético' é bom o bastante, que aliado ao silêncio no veículo tende a aguçar os outros sentidos para que você possa se concentrar totalmente na aceleração estúpida sem nenhuma distração.

Mas o DNA da Porsche não deve consistir apenas na capacidade de convencer os ocupantes em termos de dinâmica longitudinal. Pense em um 718 Spyder ou um 911 GT3. Pense na direção direta, na caixa de câmbio manual purista, no peso reduzido do veículo e na tração traseira. Você pode esperar essas emoções de um Taycan Cross Turismo?

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo

Você pode (mas não deveria). Mas isso não importa de forma alguma. Porque falta franqueza e leveza, mas no final você ainda estará andando mais rápido. A direção e o chassi, junto com os motores e o centro de gravidade baixo, não medem esforços para 'derreter' as 2,5 toneladas.

Sem sobre-esterço, sem sub-esterço. Apenas propulsão e aderência. Nesta disciplina, o Taycan Cross Turismo com o emblema Turbo S se comporta mais como um Audi RS 6. Mesmo que um pouco mais leve e direto. Mas menos selvagem do que um Mercedes-AMG E63 ST, por exemplo.

Portanto, se você gosta de dinâmica lateral purista com o logotipo da Porsche, um GT3 ou Spyder ainda precisa ocupar um lugar como um segundo carro na garagem. Simples assim, e mesmo que você dirigisse um Panamera Sport Turismo, um Panamera ou até mesmo um 911 normal. A ferramenta Porsche track não pode substituir um Taycan. Mas ela não quer!

Portanto, o lema também é: conforto. E o Taycan Cross Turismo é perfeitamente adequado para viagens longas. A bateria Plus Performance com 93,4 kWh é de série. Os intervalos de autonomia são (dependendo do modelo) de até 456 quilômetros. No Turbo S, é de 388 a 419 quilômetros. Com um consumo em nosso teste de cerca de 30 kWh/100 km, 300 a 350 km são provavelmente mais realistas. Mas tudo bem, porque a tecnologia de 800 volts na estação de carregamento rápido carrega totalmente de 5 a 80 por cento em pouco mais de 20 minutos.

Outra novidade é que o carro agora pode recarregar com até 290 kW. 20 kW a mais do que a potência máxima de carregamento na tomada. Uma afirmação muito teórica, sim. Você quer um exemplo tangível de quanta energia o Taycan pode regenerar? Se você fizer uma frenagem de emergência dos 200 km/h até a imobilidade, cerca de quatro quilômetros de autonomia podem ser adicionados.

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - painel

Aliás, o design interno corresponde exatamente ao Taycan sedã. As partes superior e inferior do painel percorrem toda a extensão frontal como uma asa. O quadro de instrumentos curvo e independente pode ser lido com clareza. Uma tela central para o sistema de informação e entretenimento de 10,9 polegadas e uma tela adicional (opcional) para o passageiro da frente são embutidos sob uma superfície de vidro. Tudo funciona perfeitamente e é tão fácil de usar como em um VW Golf convencional, por exemplo.

Assim, acelero tranquilamente e na mais completa paz em modo normal a até 250 km/h na faixa da esquerda da rodovia federal no retorno a Zuffenhausen. Também gostei dos inúmeros assistentes que fazem o trabalho para mim.

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - bancos
Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo - quadro de instrumentos

Quanto custa?

Se eu tivesse 187.764 euros (R$ 1.187.000) compraria o Turbo S, ou algo como 200.000 euros, considerando que um ou outro recurso está, obviamente, sujeito a um custo adicional.

Mas na verdade, cerca de 94.000 euros (R$ 594.200) seriam suficientes. É quanto custa o Cross-Turismo básico. Ele tem "apenas" 350 kW (476 cv) e está limitado a 220 km/h, mas, fora isso, tem todos os outros recursos e capacidades disponíveis para os modelos posicionados acima dele.

E mesmo que um ou outro membro da família ficasse feliz com uma aceleração de menos de três segundos, eu preferiria de alguma forma o preço mais baixo e a autonomia de 40 quilômetros a mais neste caso.

Conclusão: 9,5/10 pontos

Resumir um veículo cheio de personalidade em um parágrafo para uma conclusão não faria justiça ao Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo. Porque mesmo que a ideia de uma perua elétrica possa não parecer conclusiva, a Porsche desenvolveu um polivalente perfeito em um segmento próprio, que em muitos aspectos está na vanguarda de carro esportivo, perua ou off-road, e o único porém é reduzir um pouco a expectativa com a dinâmica transversal. Pela primeira vez, um slogan publicitário para um carro novo é perfeitamente adequado: "Gänsehaut. Für die Seele.", algo que pode ser traduzido como: "Arrepios. Para a alma." 

No Brasil, Taycan Cross Turismo será vendido com preço sugerido a partir de R$ 649.000, já incluso a instalação do carregador doméstico. A perua elétrica já pode ser encomendada e tem previsão de entrega no segundo semestre.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Porsche Taycan Turbo S Cross Turismo (2021)

Motor elétrico Motor PSM nos eixos dianteiro e traseiro
Potência e torque 460 kW (625 cv, Overboost com Launch Control 560 kW (761 cv)
Torque máximo 107,1 kgfm
Transmissão Câmbio de 1 velocidade no eixo dianteiro, câmbio de 2 velocidades no eixo traseiro
Tração Tração nas quatro rodas
Aceleração 2,9 s com Launch Control
Velocidade Máxima 250 km/h
Comprimento 4.974 mm
Largura 1.967 mm
Altura 1.409 mm
Consumo de combustível 29,4 kWh/100 km
Bateria 93,4 kWh (bruto), 83,7 kWh (líquido)
Tempo de recarga 5 - 80 por cento a 270 kW DC de potência em 22,5 min
Autonomia elétrica 388 – 419 km (WLTP)
Peso 2.395 kg (de acordo com a diretiva da UE)
Capacidade de carga 560 kg
Volume do porta-malas 405 – 1.171 litros (+84 litros - dianteiro)
Preço de entrada 187.764 Euro