O UX 300e faz mais sentido do que outro modelo com a plataforma TNGA

Você se lembra quando a Toyota apresentou seus primeiros veículos elétricos? Eles eram as versões elétricos do C-HR e do IZOA, um nome diferente para o mesmo carro. A razão para isso é que a Toyota tem dois parceiros na China, GAC e FAW. Ambos queriam ter o mesmo modelo para venda, daí os nomes diferentes. A questão é que, de acordo com o Nikkei Asian Review, o primeiro Toyota Group EV será um Lexus. Por quê?

Galeria: Lexus UX 300e 2020

A explicação nos diz tanto sobre o mercado chinês quanto os diferentes nomes para o C-HR que acabamos de mencionar. O governo chinês decidiu cortar subsídios para os veículos elétricos. Com isso em mente, faz sentido vender primeiro um carro com melhores chances de se sair bem. Mas por que o UX 300e?

O mercado de automóveis chinês tem uma peculiaridade interessante. Em algumas cidades - as maiores, como Xangai - você não pode simplesmente comprar um carro e licenciá-lo. Você precisa ter uma placa antes de comprar o carro: eles são limitados. Qualquer coisa limitada tem um alto custo. As placas na China seguem esse exemplo e são bastante caras.

2020 Lexus UX 300e

Essa é a razão pela qual você vê principalmente carros de luxo nas grandes cidades chinesas. Se você vai gastar muito dinheiro em placas, por que colocá-las em um carro barato? Considerando que seus veículos não são acessíveis, é daí que a popularidade da Lexus vem nesse país. Estaria apenas atrás da Porsche e BMW entre as marcas premium.

2020 Lexus UX 300e

Os carros elétricos também têm algumas vantagens, como a falta de restrições para obter uma placa de carro. No entanto, sem outros incentivos e o prestígio da marca na China, a Lexus se tornou uma aposta mais segura, mesmo contra concorrentes fortes por lá, como Volkswagen e Tesla. Sabemos que o Grupo Toyota é famoso por nunca apostar para perder dinheiro, o que lhe dá a fama de ser excessivamente cauteloso.

2020 Lexus UX 300e

O Lexus UX 300e é um parente próximo do C-HR. Na verdade, é a versão Lexus deste crossover, que explica o fato de poder ser vendido um pouco mais cedo que o C-HR EV e o IZOA EV. Todos eles são construídos sobre a plataforma GA-C, uma derivação da TNGA.

Fonte: Nikkei Asian Review