Sedã será baseado no Porsche Taycan e fará sua estreia em novembro

A Audi Sport, divisão de carros esportivos da marca alemã, teve um 2019 bem animado com o lançamento de diversas versões S e RS em vários segmentos. E os próximos dez anos serão ainda mais corridos, agora com foco na eletrificação. A nova geração do RS4 Avant terá motorização híbrida plug-in e, de acordo com a revista inglesa Autocar, será seguida por uma série de modelos elétricos nos próximos anos.

Basicamente uma versão Audi do Porsche Taycan, o e-tron GT ainda nem foi lançado e também já teve garantidas suas variantes S e RS, da mesma forma que a Porsche oferece os modelos 4S, Turbo e Turbo S. Ainda não está claro, porém, se o e-tron terá as mesmas especificações técnicas que o Taycan, com 530 cv, 680 cv e 761 cv, respectivamente.

Galeria: Audi e-tron GT concept 2019

Em sua versão conceitual, o e-tron GT era equipado com dois motores elétricos, um em cada eixo. Com isso, ele tinha tração integral e oferecia 590 cv, o suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e de 0 a 200 km/h em pouco mais de 12 segundos, antes de chegar à velocidade máxima de 240 km/h (limitada eletronicamente). Seu conjunto de baterias de 96 kWh entregava uma autonomia estimada de mais de 400 km, precisando de aproximadamente 20 minutos para recuperar 80% de sua capacidade - o equivalente a 320 km.

De acordo com a Autocar, o e-tron GT estreará também com a versão S, enquanto a topo de linha RS ficará para outro momento. A marca prepara a apresentação do modelo final para a segunda metade de novembro, durante o Salão de Los Angeles (EUA), enquanto a variante RS deve estrear somente no começo de 2022.

A Autocar diz que os planos da Audi Sport incluem a volta do R8 e-tron. Apresentado em 2009 como conceito, ele só foi lançado em 2015, como parte da segunda geração do esportivo, mas saiu de linha quase dois anos depois pela baixa demanda, causada pelo preço absurdo de US$ 1 milhão (cerca de R$ 4,02 milhões). Ao longo de seus 16 meses de vida, o R8 e-tron vendeu cerca de 100 unidades.

Assim como seu predecessor, o R8 e-tron será bem limitado e deve ter um estilo parecido, derivado da versão reestilizada do esportivo. Os avanços feitos na tecnologia dos carros elétricos podem ajudar o carro a superar os números do modelo de 2015, que tinha dois motores e um total de 462 cv e 93,9 kgfm, além de uma bateria de 92 kWh que entregava uma autonomia de 450 km.

A Audi Sport não está ignorando os SUVs, pois tanto o e-tron quanto sua versão cupê e-tron Sportback devem receber variantes S e RS no futuro. Outro modelo nos planos é o substituto do R8, desta vez por um modelo criado desde o começo para ser elétrico.

Fonte: Autocar