Baseados no GLA e GLB, ambos ficarão abaixo do EQC na linha da marca

Com o EQC já sendo vendido em vários lugares do mundo, a Mercedes-Benz pode voltar sua atenção para os próximos carros de sua linha de elétricos. E não esperávamos encontrar dois deles rodando juntos em testes na Europa. Nossos espiões fotografaram o EQA e o EQB com uma camuflagem bem leve, que esconde um pouco da frente e da traseira dos crossovers, porém deixando claro que terão um desenho bem próximo do GLA e GLB, respectivamente. O EQA já teve seu lançamento comercial confirmado para o ano que vem, enquanto o EQB ainda não tem data para estar nas concessionárias.

Para diferenciá-los dos crossovers com motor a combustão, a Mercedes-Benz irá instalar novos faróis e lanternas, além de fechar a grade frontal, assim como foi feito com o EQC. Esperamos também por mudanças nos para-choques, além da ausência das saídas de escapamento - já que não precisa disso. Nenhum dos dois deve mudar muito no lado de dentro, mantendo o mesmo visual e equipamentos do GLA e GLB.

Galeria: Mercedes-Benz EQA e EQB - Flagras

O fato de estarem com tão pouca camuflagem indica que a apresentação oficial da dupla deve acontecer em breve. A Mercedes já anunciou que o EQA começará a ser vendido neste ano, enquanto o EQB está previsto para 2021. Isso não significa que eles serão revelados apenas no ano que vem, pois é bem possível que façam sua estreia bem antes em algum evento mais para o final deste ano - talvez no Salão de Paris (França).

Até o momento, a marca alemã não fala muito sobre o lançamento de mais carros elétricos no Brasil, preferindo que a atenção fique voltada para o EQC, que iniciou sua pré-venda por R$ 477.900. Como a marca afirma que terá uma eletrificação bem abrangente em sua linha, é bem possível que ofereça tanto o EQA quanto o EQB.

Ainda não se sabe quanto de autonomia eles terão. O EQA Concept apresentado em 2017 prometia conseguir rodar por 400 km com suas baterias de íon-lítio de 60 kWh. O protótipo usava dois motores elétricos, com tração integral e uma potência combinada acima de 270 cv e 50,9 kgfm. É o suficiente para que alcance os 100 km/h em cerca de 5 segundos.

Além de investir em elétricos, a Mercedes-Benz também está eletrificando o resto de sua linha com modelos híbridos-leve de 48V e variantes híbridas plug-in. A marca já colocou nas lojas na Europa os A250e e B250e, e promete levar esta motorização para mais carros.