Aguardado no Brasil, compacto elétrico quer ampliar espaço no mercado

Com o início de vendas bem promissor na Europa, especialmente na França, o novato Peugeot e-208 atualmente custa entre 33.400 euros (cerca de R$ 201,6 mil) e chega a 38.200 euros na versão GT mais equipada (R$ 230.500). Mas esse sucesso pode ganhar um impulso extra com a adição de mais uma variante na gama, que segundo apurou o Autoexpress, seria uma versão mais barata com preço em torno de £ 22 mil (R$ 151.100).

De olho na demanda dos clientes, a marca francesa deve incorporar a novidade no portfólio quando o e-208 receber o facelift meia vida, o que ainda vai levar algum tempo. "Atualmente, os clientes não estão dizendo que o e-208 é muito caro, mas, a certa altura, talvez precisemos de uma opção mais acessível e sempre conseguimos uma bateria menor. A única coisa é introduzir diversidade nas fábricas - e precisamos ter certeza de que há uma necessidade dos clientes", disse Anne-Lise Richards, gerente da divisão de veículos elétricos da Peugeot.

Galeria: Peugeot e-208 2019

Equipado com a conhecida bateria de íons de lítio de 50 kWh de capacidade, o Peugeot e-208 pode percorrer até 340 km. Um possível modelo entrada reduziria esses números para 37 kWh e 240 km, respectivamente, uma perda de cerca de 25%. Em termos técnicos a adaptação não é complicada, se limitando a remover algumas células da unidade existente para chegar a capacidade desejada.

Se concretizada, essa redução de preço tornaria o e-208 poderia brigar na seara de outros modelos urbanos elétricos como o Volkswagen e-up! e até mesmo carros de marcas premium como o BMW i3 e o MINI Electric.

Fonte: Autoexpress