Nova versão de topo do Model S começa a ser entregue aos clientes e surpreende pelas especificações

O Tesla Model S Plaid chegou. Não só no sentido de que foi finalmente revelado com uma apresentação realizada na fábrica de Fremont onde o próprio Elon Musk falou aos presentes, mas também no fato de que o supercarro foi entregue aos primeiros proprietários.

Incluído na gama de modelos para substituir a variante Performance, eis o Tesla mais potente de todos os tempos e assim será até a chegada do novo Roadster, já que a versão ainda mais exagerada Plaid+, inicialmente prevista para 2022 foi cancelada.

Galeria: Tesla Model S Plaid Delivery Day

Rotores de carbono para motores

O Tesla Model S adota o trem de força chamado Palladium que consiste em três motores elétricos que entregam uma potência total de 1.034 cv. O suficiente para empurrar o carro-chefe da marca de 0 a 96 km/h em 1,99 segundo e fazê-lo cobrir o quarto de milha em 9,23 segundos a uma velocidade de 249,4 km/h. Em termos de velocidade máxima, porém, o Model S vai a 322 km/h.

O desempenho neste nível é garantido por uma inovação tecnológica interessante. "Pelo que sabemos - disse Elon Musk - é a primeira vez que um carro de produção adota motores elétricos com rotor de carbono. É uma coisa muito difícil de fazer porque o carbono e o cobre têm taxas de expansão térmica muito diferentes, mas isso nos permite alcançar potências superiores".

  • Potência máxima: 1.034 CV
  • 0-96: 1"99
  • Quarto de milha: 9"23
  • Velocidade máxima: 322 km/h
  • Autonomia: 624 km
Tesla Model S Plaid electric drive unit

Recarga mais rápida

Agora chegamos ao que foi revelado na noite passada. Em primeiro lugar, o carro passou por alguns ajustes estéticos para aprimorar a aerodinâmica. Já o Cx é de 0,208, que é o valor mais baixo entre os modelos de produção em série.

Além disso, durante a apresentação, Elon Musk disse que o carro tem autonomia de 628 km e pode recuperar 300 km em 15 minutos. O que significa um carregamento mais rápido no Plaid do que no atual Model S. Pena, porém, que ele não tenha entrado em detalhes. No entanto, ele disse que os Superchargers V3, que por enquanto carregam a 250 kW, poderiam aumentar de potência para 280 e até 300 kW, sem dar mais detalhes.

Sabe-se também que no novo Model S, e portanto também no Plaid, estreia uma nova bomba de calor que, segundo as palavras do chefão de Palo Alto, "É 30% mais eficiente quando está frio e também requer 50% menos energia para aquecer o habitáculo".

Tesla Model S Plaid interior

Mais conforto e mais entretenimento

Em termos de conforto, o carro elétrico foi equipado com vidros mais espessos para melhor isolamento acústico em um habitáculo que conta com um novo sistema de áudio de 22 alto-falantes com potência de 920 watts. Também marca presença a nova interface de usuário equipada com processadores AMD que também estão presentes nos consoles de jogos de última geração, como o PlayStation 5. Também neste ponto, o Model S Plaid é o carro mais rápido do mercado. 

No geral, a aparência interna agora ficou mais alinhada com a do Model 3 e Model Y. E o volante “Yoke” foi confirmado. Elon Musk não entrou em detalhes, apenas disse que garante ótima visibilidade - provavelmente também estará disponível um volante convencional.

A produção dos Plaids começará com 100 exemplares por semana e chegará a 1.000 por semana até o terceiro trimestre do ano. O preço nos Estados Unidos agora é de US$ 129.900 (R$ 667.200). 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Galeria: Tesla Model S Plaid Delivery Day