O visual é o principal atrativo deste pequeno elétrico urbano

E o conhecido youtuber Bjorn Nyland "finalmente", como ele mesmo diz, põe as mãos em uma Honda e 2020 e o coloca na estrada para fazer os aguardados testes de autonomia. Como sempre, Nyland faz seus testes a uma velocidade média de 90 km/h e 120 km/h para ver até onde o mini carro elétrico chega.

Honda e tem uma autonomia (WLTP) declarada de apenas 220 km. Como não tem lançamento previsto nos EUA, o pequeno japonês não receberá uma classificação da EPA, mas podemos assumir que seria muito próximo da classificação da agência de 177 km do MINI Cooper SE, já que as classificações pelo padrão europeu WLTP para esses dois veículos são praticamente as mesmas.

Galeria: Honda e

O Honda e possui uma bateria de 35,5 kWh de refrigeração líquida, com as células sendo fornecidas pela Panasonic. O modelo de entrada possui um motor de 100 kW (136 cv) e torque de 32,1 kgfm. No entanto, a Honda também oferece uma opção "Advance" que aumenta a potência para 113 kW (155 cv), mantendo o mesmo torque da versão básica. 

Depois de colocar o carro na velocidade adequada de cruzeiro de 90 km/h, Nyland conseguiu dirigir o Honda e por 176 km com um estado de carga restante de 6%. Depois de consumir a carga não utilizada de 6%, ele chegou a uma autonomia total de 198 km. A taxa de consumo foi de 151 Wh/km.

MINI Cooper SE
Kyle e eu apoiando o MINI Cooper SE na estação de carregamento depois de concluir o teste de autonomia de 90 km / h.

Para colocar isso em perspectiva, quando Kyle Conner e eu fizemos com um teste de autonomia com o MINI Cooper a 90 km/h, o MINI conseguiu rodar 212 km, mas possui uma bateria menor (32,6 kWh a 35,5) kWh). O MINI foi muito mais eficiente ao dirigir a uma velocidade constante de 90 km/h, chegando a uma classificação de eficiência de 136 Wh/km.

Feito isso, Nyland voltou a recarregar até 100% da capacidade e voltou para a estrada, desta vez para dirigir a 120 km/h constantes. Na velocidade mais alta, o Honda e só conseguiu percorrer 121 km. A classificação de consumo na velocidade mais alta foi de 225 Wh/km, o que é particularmente ruim. 

No entanto, assim como o MINI Cooper SE, o Honda e não é o carro mais adequado para rodar em autoestradas. Ele foi projetado para ser guiado pelas cidades congestionadas do mundo e, dessa forma, parece ser um passeio divertido com muitos recursos interessantes. 

Gostaríamos de saber sua opinião sobre o Honda e. O fator bonitinho/legal anula a curta autonomia o suficiente para você considerar a comprar de um desses, caso ele estivesse à venda onde você mora? Deixe seu comentário.

Assista ao vídeo abaixo: