Novidade chegará ao mercado em 2020 com mais de 400 km de autonomia

Já explorada no segmento de veículos de passageiros (especialmente através do Mirai), a tecnologia de células de combustível será dotada pela Toyota também no mercado de modelos comerciais. Em anúncio realizado recentemente, a marca confirmou que desenvolve em parceria com a empresa portuguesa CaetanoBus uma inédita linha de ônibus urbanos movidos a hidrogênio. Os trabalhos em torno do projeto estão sendo tocados conjuntamente desde 2018 e devem gerar os primeiros frutos em 2020, quando será iniciada a comercialização oficial. Antes disso, já nas próximas semanas, protótipos começarão a circular pelas principais cidades europeias.

Galeria: Ônibus a hidrogênio - Toyota

"Estou ansioso para receber o primeiro feedback do mercado desta iniciativa de expansão do nosso negócio de fornecimento de tecnologia de células a combustível de hidrogênio", disse Johan van Zyl, presidente e CEO da Toyota na Europa. A estratégia faz parte do Desafio Ambiental 2050 da empresa, que promove ações tecnológicas em torno de um sociedade descarbonizada. Além dos ônibus e dos automóveis, há planos para aplicar sistemas de propulsão alimentados por hidrogênio em caminhões pesados, caminhões pequenos de entrega e empilhadeiras.

No caso do ônibus, toda a estrutura será instalada no teto e acoplada a cinco tanques de hidrogênio, que juntos fornecerão autonomia de aproximadamente 400 km. Para reabastecer o conjunto, a Toyota diz o tempo gasto é de apenas nove minutos. Durante a reação química, o único elemento produzido é vapor d'água - fato que torna a tecnologia ambientalmente sustentável.

Fotos: Divulgação