Modelo atual, de quinta linhagem, será o último movido a gasolina

Apesar de ter lançado a quinta geração do Corsa há pouco mais de 6 meses, a Opel já começou a pensar na próxima mudança de linhagem do modelo. Em entrevista concedida recentemente, o diretor-geral da Vauxhall (braço britânico da Opel), Stephan Norman, adiantou que em um futuro breve o compacto deverá se tornar unicamente elétrico. "Com a eletrificação, os carros da classe B e possivelmente do classe A se tornarão mais relevantes. Os compactos da próxima geração, incluindo o Corsa, serão totalmente elétricos. Eu realmente acredito nisso", disse. Com a quinta geração recém-chegada, a expectativa é que a próxima fique para depois de 2025.

Galeria: Opel Corsa-e

Até lá, Norman acredita que as cidades europeias já terão superado o desafio de criar uma rede de infra-estrutura realmente ampla e que o nível de autonomia dos elétricos será consideravelmente maior que hoje. “Quando uma decisão é tomada, isso acontece incrivelmente rápido. Em 2025, nenhum fabricante fabricará motores a gasolina ou diesel", afirmou.

Atualmente, o chamado Corsa-e tem motor elétrico 136 cv de potência e 26,6 kgfm de torque, que o leva de 0 a 50 km/h em 2,8 segundos e de 0 a 100 km/h em 8,1 segundos. A autonomia declarada é de 330 km e o sistema de carregamento rápido permite alcançar até 80% da carga da bateria de 50 kWh em apenas 30 minutos. Há ainda versões tradicionais com motores a combustão: 1.2 de três cilindros aspirado (76 cv) e turbo (130 cv), e 1.5 turbodiesel de 100 cv. São esses que, segundo Norman, deixarão de existir nos próximos anos.