Já vendidas lá fora, variantes PHEV ainda não tem planos de serem comercializadas no nosso mercado

Além de lançamentos de peso como a picape Gladiator e o inédito SUV médio de 7 lugares, a Jeep também terá novidades eletrificadas no Brasil em 2020. Prova disso é a confirmação dada por Christian Meunier, presidente global da marca, de que as versões híbridas de Compass e Renegade serão trazidas para o país no ano que vem. Ao jornalista Jorge Moraes, o executivo confirmou que ambos os modelos virão ao país apenas para testes, mas fica a expectativa de que sejam colocados à venda posteriormente. Os dois já começaram a ser produzidos em Melfi, na Itália, e devem chegar às concessionárias dos principais países da Europa nos próximos meses.

Galeria: Jeep Renegade Plug-In Hybrid 2019

Em ambos os modelos, o conjunto mecânico híbrido terá tração integral diferente do tradicional, chamado pela marca de eAWD. Enquanto o eixo dianteiro é movimentado pelo novo motor 1.3 turbo (derivado do nosso 1.3 Firefly e que chegará ao Brasil em 2021), o eixo traseiro é tocado por um motor elétrico que, trabalhando sozinho, chega a 50 km de autonomia. A potência combinada fica na faixa dos 240 cv na versão topo de gama (180 cv do 1.3 mais 60 cv do EV) e 190 cv nos acabamentos de entrada (respectivamente, 130 cv e 60 cv). A recarga da bateria (de íons-lítio e capacidade de 11,4 kWh) será feita pelo motor a combustão ou por tomada (plug-in e com tempo estimado de 3 horas no modo rápido).

Na comparação com as demais versões, Compass e Renegade PHEV têm ainda painel de instrumentos especial e detalhes específicos na multimídia. Além das vantagens óbvias de eficiência por conta da eletrificação, ambos prometem acelerações mais ágeis e respostas mais diretas do motor mesmo em condições off-road, por conta do torque instantâneo do motor elétrico.