Divisão australiana diz que a marca precisa investir na eletrificação da picape, mas que ainda estuda alternativas

Aos poucos a eletrificação chegará também às picapes. Enquanto Ford e Chevrolet trabalham em modelos 100% elétricos, a Toyota Hilux pode adotar um sistema híbrido para o motor 2.8 turbodiesel. É o que revela Sean Hanley, vice-presidente de vendas e marketing da Toyota da Austrália, em entrevista ao site CarsGuide. O executivo ainda revelou que espera ver esta opção eletrificada da picape por volta de 2025, já na próxima geração do modelo.

Galeria: Toyota Hilux e SW4 2020

Hanley foi enfático ao dizer que é apenas uma alternativa em estudos, e não a confirmação de que a picape terá esta tecnologia. “Não estamos planejando tirar o diesel de linha em breve, vamos deixar isso claro, mas obviamente precisamos olhar todas as alternativas em relação a esta tecnologia”, afirmou o executivo.

A eletrificação de sua linha a diesel é vista como inevitável, por conta não só das exigências de cada país na redução das emissões como também no posicionamento da empresa sobre motorizações mais ecológicas. “Não estamos esperando a legislação do governo porque, francamente, como uma fabricante, nós sabemos que temos a responsabilidade de reduzir nossa quantidade de carbono, então iremos seguir em frente com rapidez, independentemente da legislação. Nós entendemos os desafios da tecnologia diesel para o futuro, mas também entendemos a oportunidade [com esta tecnologia]. Não é impossível”, completa.

Por um lado, a fala do australiano confirma o que foi dito por Daniel Herrero, presidente da Toyota Argentina, mas contradiz a data de chegada. Herrero comentou em uma entrevista que o plano era produzir uma Hilux híbrida no país vizinho em dois anos. É possível que a fabricante tenha encontrado dificuldades no desenvolvimento da tecnologia ou esteja mais cautelosa por conta da crise financeira no país.

Galeria: Toyota Hilux GR-Sport V6

Conversando com o site CarAdvice, Hanley ainda comentou sobre a possibilidade de uma Hilux esportiva e descartou este modelo por enquanto. “Nós sempre olhamos bem para qualquer produto GR, mas é claro que estamos nas mãos da Gazoo Racing sobre o que será desenvolvido. Acho que os clientes se interessariam por isso, eu não sei se já estão pedindo por ela. Porém, no momento, não temos nada no radar.”

Recentemente a Toyota apresentou a Hilux GR Sport na versão com motor 4.0 V6 a gasolina de 234 cv. Além do motor V6, ela tem uma suspensão alterada (da mesma forma que a GR Sport 2.8 turbodiesel) e visual mais agressivo. Porém, ela ocupa a faixa mais "light" de carros da Gazoo Racing, que ainda faz modelos nas variantes GR, com preparação na mecânica; e GRMN, feitas para uso em pista.