Os três SUVs receberão variantes com motorização híbrida normal e plug-in

O Grupo Hyundai-Kia está intensificando seus esforços de eletrificação, prometendo lançar 13 híbridos, seis híbridos plug-in, 23 carros elétricos e dois veículos a hidrogênio até 2025. A plataforma recém-desenvolvida especialmente para veículos elétricos será inaugurada em 2024, quando os primeiros carros de ambas as marcas chegarão ao mercado. Mas a empresa entrará no segmento bem antes, em 2021, quando será lançado um carro elétrico.

Enquanto isso, 2020 será o ano em que os SUVs mais importantes das duas marcas serão eletrificados. A nova geração do Hyundai Tucson e o Santa Fe atual receberão variantes híbridas convencionais e plug-in. Já a Kia planeja revelar o novo Sorento com os dois tipos de motorização híbrida.

Além de eletrificar suas linhas nos próximos anos, Hyundai e Kia darão uma atenção especial para as tecnologias de carros autônomos, como resultado da joint-venture estabelecida com a norte-americana Aptiv. A meta é comercializar a tecnologia em 2023, com planos de oferecer veículos com automação nível 4 e nível 5 "em um futuro próximo". O nível 4 é o que o carro já faz praticamente tudo sozinho dentro de uma determinada área, enquanto o nível 5 é a automação completa.

Para cumprir estes objetivos, o Grupo Hyundai irá investir US$ 87 bilhões até 2025. Esperamos que tenham reservado parte deste valor para o desenvolvimento do esportivo de motor central que a Hyundai tem mostrado algumas vezes na forma do conceito RM19. O último protótipo era baseado no Veloster e tinha um motor 2.0 abastecido com gasolina e que entregava cerca de 390 cv. Quem sabe não aproveitem para criar uma variante eletrificada...