Ainda contará com versões híbridas plug-in e com sistema leve, mas nada de diesel

Já faz um tempo desde que o Volvo XC90 atual foi lançado. O crossover já recebeu uma reestilização em 2019 e completará sete anos de mercado neste ano. Por isso está na hora da Volvo pensar na nova geração do modelo, mesmo que o modelo anterior tenha ficado 12 anos nas lojas. Segundo a revista Autocar, o SUV mudará em breve e ainda terá uma versão totalmente elétrica.

Galeria: Volvo XC90

Esta notícia teria sido confirmada por Hakan Samuelsson, CEO da Volvo, como parte da estratégia de eletrificar o portfólio da fabricante sueca, ao invés de criar modelos diferentes. Afinal, ela já tem a marca Polestar para criar esportivos elétricos de alta performance. O novo XC90 será o primeiro carro a usar uma atualização da plataforma SPA, que também será usada no XC60.

Além de uma versão totalmente elétrica do XC90, a Autocar diz que a Volvo oferecerá variantes híbrida plug-in e híbrida-leve do crossover. Nada de versão diesel, pois a empresa diz que não irá mais trabalhar com este combustível.

Além de eletrificar seu modelo mais caro, a Volvo ainda revelou que ele terá automação de nível 4, permitindo que os motoristas tirem as mãos do volante e não precisem ficar olhando para a rua. Claro, esta tecnologia será oferecida como um opcional e ainda irá depender de alguns fatores, como a legislação do país.

A nova geração do Volvo XC90 ainda não tem data para estrear. Sua apresentação é esperada para 2022 e ele pode ser produzido nos EUA. A marca prepara uma expansão da fábrica em Ridgeville para montar as baterias de íon-lítio para o veículo, o que deve ficar pronto apenas no final de 2021.

Fonte: Autocar