Até 2050, empresa quer se tornar 100% neutra em carbono

Considerada precursora no campo da eletrificação entre as montadoras da Alemanha, a Audi quer manter responsabilidade ambiental em outros setores além da propulsão de seus veículos. Prova disso acaba de acontecer aqui no Brasil, onde a montadora anuncia a instalação de 264 painéis fotovoltaicos para que seu centro técnico localizado em São Paulo, capital, passe a utilizar 100% de energia solar.

O empreendimento abriga as atividades de engenharia, treinamento, atendimento técnico para América Latina e gestão de frota, além de ser o local das aulas para os alunos da ação social Audi e-ducar. Do total de placas, aproximadamente 80 foram instaladas na cobertura do próprio centro. A capacidade de produção é de até 27 mil kWh por ano, o que representa redução de 4 toneladas de CO2.

Galeria: Audi Centro Técnico - Painéis solares

As placas restantes, cerca de 184, foram instaladas em um terreno na cidade de Cajamar, próximo da capital paulista, e possuem capacidade de geração de até 100 mil kWh por ano, o que representa uma economia de 13,3 toneladas de CO2 a cada 12 meses. Ao todo, os painéis podem gerar até 127 mil kWh por ano, o que representa 31% de toda a energia consumida nas áreas administrativas da Audi do Brasil, e trazem uma redução de 17,3 toneladas de CO2 anualmente.

A ação faz parte do compromisso global da Audi de ser uma empresa 100% neutra em carbono até 2050. "É um importante passo, pois as ações de sustentabilidade precisam abranger não apenas os produtos, mas também toda a cadeia, desde a produção, áreas administrativas e até o pós-venda”, disse o CEO e presidente da Audi do Brasil, Johannes Roscheck.