Mais de 1 milhão de km e um projeto que pode trazer redução consistente no preço das baterias

Mais e mais elementos do projeto Roadrunner da Tesla estão surgindo, que provavelmente será revelado no bastante aguardado Battery Day, visto por muitos com um marco histórico para as baterias. O objetivo é sempre este: conseguir novas baterias conceito garantidas por 1 milhão de quilômetros e cujo custo não exceda 100 dólares por kWh. 

Os rumores sobre a iniciativa vazaram em várias ocasiões, tanto quando, no início de 2019, a empresa californiana desembolsou US$ 218 milhões para comprar a gigante japonesa Maxwell (e atividades relacionadas) e quando, nas últimas semanas, surgiu a primeira patente relacionada às super baterias californianas e informações mais detalhadas.

Tesla Gigafactory 3

Tesla Model 3 chinês

De  fato, a Reuters revela que tem outros detalhes sobre a nova bateria de baixo custo e longa duração que a Tesla está se preparando para colocar no mercado. Aparentemente, o primeiro modelo a se beneficiar da nova tecnologia será o Tesla Model 3 produzido na China, que, como vimos no passado, já se destaca dos demais modelos globais por alguns detalhes e acabamento de maior qualidade.

Isso ocorre porque a nova bateria também envolverá parceiros de peso como o gigante chinês CATL, que parece ter destronado a Panasonic da posição de fornecedor privilegiado de Elon Musk e que também competirá pela produção.

Assim como fez no sistema elétrico do Model Y, a Tesla pretende, com a nova bateria, inovar também do ponto de vista construtivo, criando uma bateria que, graças a uma estrutura completamente diferente, facilite a substituição, ou reutilização em outras aplicações (como armazenamento de energia) e também descarte e reciclagem.

O lançamento pode ocorrer no final de 2020 ou nos primeiros meses de 2021 e vai garantir redução dos preços de tabela que permita o posicionamento do sedã elétrico no mesmo patamar que o de um sedã equivalente a combustão.

Mais informações sobre o projeto Roadrunner provavelmente serão divulgadas durante o tão esperado Battery Day que Musk definiu para o fim deste mês.

Na ocasião, ao anunciar na internet o desejo de lançar o veículo, o chefão da casa, com um milhão de carros circulando em todo o mundo, também poderia decidir posicionar a Tesla como concorrente de empresas fornecedoras de eletricidade tradicionais, como ele já propôs fazer no Reino Unido.

Galeria: Tesla Gigafactory 3