A marca britânica não desistiu do modelo, mas ele vai demorar mais

  • Jaguar Land Rover está cortando custos e isso impactou no cronograma do novo sedã
  • Próxima geração do Jaguar XJ será totalmente elétrica e só deve chegar após o fim de 2021

Algumas semanas atrás, surgiu a notícia de que a Jaguar Land Rover poderia anunciar um plano para reestruturar seu portfólio de modelos. Na época, não estávamos preocupados com o novo Jaguar XJ, pois o desenvolvimento do sedã elétrico já estava em andamento, mas o carro-chefe da marca pode estar com problemas.

Uma nova matéria do The Sunday Times, mencionada pela Autocar, diz que o lançamento do novo XJ será adiado até pelo menos o terceiro trimestre do ano que vem. Isso porque a montadora está cortando fortemente os custos não essenciais para sobreviver. O motivo dessa decisão está no fato de o XJ não estar entre os modelos mais rentáveis ​​da empresa.

Galeria: Flagra - Jaguar XJ sedã elétrico

"O Jaguar XJ é nosso modelo principal há 50 anos. Nossos engenheiros continuam trabalhando na próxima geração do XJ totalmente elétrico. Continuamos comprometidos com nossa estratégia de longo prazo e nosso portfólio de produtos permanece o mesmo, mas a situação sem precedentes terá inevitavelmente um impacto em nossos planos imediatos", disse um porta-voz da Jaguar ao The Sunday Times.

O atraso também tem a ver com os planos da Jaguar de reativar a produção em sua fábrica de Castle Bromwich, onde também são montados o XE e o XF. Devido a medidas anti-coronavírus, a planta trabalhará com produção reduzida e isso não deixará espaço para a produção do novo XJ.

A boa notícia é que o fabricante promete permanecer comprometido e, eventualmente, lançar seu principal sedã. O novo XJ será um veículo puramente elétrico apontado para o Tesla Model S e o próximo Mercedes-Benz EQS. Já vimos protótipos de teste várias vezes, mas o programa de desenvolvimento provavelmente ficará mais lento nos próximos meses.