O hatch elétrico foi responsável por mais de 30% das vendas totais de eletrificados em outubro

Outubro foi um dos melhores meses para vendas de carros elétricos e híbridos plug-in na Holanda (ou Países Baixos, o nome oficial), além dos vários recordes alcançados em dezembro passado, causados ​​por mudanças nos incentivos/política tributária.

O número de novos emplacamentos aumentou 228% na comparação ano a ano para um total de 9.116. É um número muito alto considerando o volume total, já que o market share dos eletrificados atingiu 29%.

Os carros totalmente elétricos são mais populares do que os híbridos plug-in, ocupando 79% do segmento de eletrificados e uma participação de mercado de 23%.

Vendas de carros elétricos plug-in na Holanda - outubro de 2020

imagem_externa

No acumulado dos dez meses, o número total de novos registros de eletrificados ultrapassou a marca de 48.300, o que representa 17% do mercado total (sendo 13% de elétricos a bateria).

Teste Volkswagen ID.3 (2020) - recarga

Modelos mais vendidos

O maior impacto em outubro foi causado pelo novo Volkswagen ID.3, que em seu primeiro mês cheio teve 2.789 novos registros e foi o responsável pela participação de respeitáveis 30,6% do segmento de veículos eletrificados (plug-ins).

Ele literalmente subiu da parte inferior da tabela para o terceiro lugar no acumulado do ano (3.398 unidades) e, ao que parece, pode ser capaz de superar o Tesla Model 3 e o Kia Niro EV (e-Niro) até o fechamento do ano, se tornando o elétrico mais vendido da Holanda em 2020. 

Como não houve muitas entregas do Model 3 em outubro, o segundo modelo mais registrado foi o Niro EV com 752 unidades (novo recorde), o que permitiu que ele ficasse com o número 1 no acumulado do ano (5.043). O terceiro melhor no mês passado foi o Polestar 2 com honestos 472 registros. 

Kia Niro EV (e-Niro)
Kia Niro EV (e-Niro)
2021 Polestar 2 estática frontal
2021 Polestar 2

Mais abaixo na tabela, vemos o Hyundai Kona Electric (393) e o surpreendentemente alto Mazda MX-30 (355).

Top 20 do mês e no acumulado do ano:

imagem_externa

Galeria: Volkswagen ID.3 (2020) - teste