São vários projetos em andamento para entender como preparar a rede de energia em face do boom de elétricos

Um ambicioso programa de estudos transversais sobre a relação entre o veículo elétrico e o sistema de energia elétrica está pronto para começar na Alemanha, durante o qual certamente também será discutido o V2G. As empresas de eletricidade alemãs 50Hertz e Stromnetz Berlin irão colaborar com a Volkswagen e a Bosch para entender melhor como usar os carros a bateria para ajudar a estabilizar a rede em face de profundas mudanças no consumo.

O projeto, que terá duração de 18 meses, pretende desenvolver sistemas digitais de medição e controle das redes para entender como aproveitar os benefícios do uso da energia presente nas baterias dos automóveis para gerenciar picos de consumo de eletricidade em certas horas do dia. Um pouco do que a FCA está fazendo com sua maxi-planta experimental em Mirafiori, Itália.

Galeria: Enel X - carregadores inteligentes

Milhões de elétricos

O projeto parte da previsão de que em 2030 haverá cerca de 7 a 10 milhões de carros elétricos na Alemanha e será necessário que todos (ou pelo menos a grande maioria) estejam integrados na rede elétrica com possibilidade de recebimento e fornecimento de energia.

Com esta iniciativa pretendemos também analisar detalhadamente os processos de carregamento dos carros elétricos. Na verdade, acredita-se que a maioria dos proprietários de um carro com emissão zero no futuro irá recarregar seu carro em sua residência, provavelmente durante a noite. Isso, em larga escala, mudará significativamente o fluxo do consumo de energia e será preciso encontrar um caminho para que essas novas práticas não causem problemas ou sobrecargas à rede.  

Volkswagen e Bosch para Vehicle-to-grid

A busca por um equilíbrio

A 50Hertz e a Stromnetz, em conjunto com a Volkswagen e a Bosch, pretendem estudar o mercado atual também para criar ofertas e serviços adequados às necessidades do futuro. Eventualmente aplicando descontos ou reduções na fatura para aqueles motoristas que com seus VEs estarão disponíveis para contribuir com a estabilização do consumo de energia elétrica. Políticas semelhantes também estão sendo definidas na Itália.

Isto também porque com a transição cada vez mais massiva para fontes renováveis, que por natureza são "intermitentes", será mais complicado manter níveis constantes de fornecimento de eletricidade ao longo do dia e também por períodos mais longos.

Especificamente, farão parte do projeto a Elli, fornecedora de energia renovável da Volkswagen, e a IO, empresa do universo Bosch que fornecerá todo o software necessário para conectar redes elétricas e pontos de carregamento para análise de dados.