A McLaren já ofereceu híbridos plug-in anteriormente, mas nunca na linha Sport Series

Estamos a uma semana de ver o novo McLaren Artura, o primeiro modelo híbrido plug-in convencional da empresa, que será revelado em 17 de fevereiro. A McLaren já vendeu PHEVs no passado, sendo o mais notável deles o hipercarro P1, mas a eletrificação nunca desempenhou um papel importante em alimentar seus modelos mais acessíveis até o momento.

O Artura chegará ao mercado para corrigir isso e, embora não tenhamos recebido muitas informações sobre ele, pudemos conferir alguns detalhes no curto vídeo-teaser divulgado. Em primeiro lugar, parece que com uma bateria totalmente carregada (cuja capacidade atualmente não conhecemos), o carro terá autonomia no modo elétrico de 32 km com uma carga.

Galeria: McLaren Artura Teasers

Fornecendo a maior parte do impulso estará um novo motor V6 que substitui o V8 que a McLaren tem usado desde os dias do MP4-12C. Ainda não temos as especificações oficiais sobre essa nova usina de força, exceto o fato de que ela se encaixará na nova arquitetura de chassi MCLA da McLaren, que contará fortemente com a presença de fibra de carbono em sua estrutura.

Este novo V6 biturbo é projetado para trabalhar com motores elétricos em um conjunto que deve entregar algo acima dos 600 cv de potência e 61,1 kgfm de torque produzidos no atual V8 twin-turbo de 3.8 litros da empresa.