Previsto para 2022, o Hyperion XP-1 foi interceptado em Los Angeles com pouco disfarce

Nas ruas de Hollywood não é difícil encontrar carros ultra luxuosos ou superesportivos. Mas desta vez mesmo aqueles acostumados a encontrar estrelas de cinema e bilionários ao volante de seus carros customizados ficaram sem palavras na frente do Hyperion XP-1, que depois de se apresentar em Las Vegas passou por um teste de rodagem "normal" em Los Angeles.

O carro é único não só pelas formas, embora certamente não passe despercebido do ponto de vista estético, mas também pelo esquema de propulsão. Ao contrário de uma Pininfarina Battista ou de um Rimac Concept_One, que são elétricos "tradicionais", como sabemos o carro é movido por um motor a hidrogênio. E o adesivo no capô frontal do espécime beliscado na Califórnia não deixa dúvidas sobre isso.

Galeria: Hyperion XP-1 - Hollywood

1.600 km de autonomia

As células a combustível com membrana de troca de prótons que utiliza para gerar eletricidade devem lhe garantir 1.600 km de autonomia e desempenho absurdo. Aparentemente, o carro vai de 0 a 100 km/h em menos de 2,2 segundos e ultrapassa a velocidade máxima de 350 km/h, graças à caixa de câmbio de três velocidades e tração nas quatro rodas.

  • Trem de força: célula de combustível
  • Tração: Integral
  • Potência máxima: 2.000 cv
  • 0-100 km/h: 2,2 segundos
  • Velocidade máxima: 356 km/h

Galeria: Hyperion XP-1

O segredo deste desempenho está no acumulador de bordo, que não é uma bateria normal, mas um super capacitor, que tem uma capacidade limitada (mas pode ser recarregado em movimento graças ao trem de força de hidrogênio), mas com a possibilidade de carregar e descarregar em um nível muito alto.

Esta solução traz consigo outra grande vantagem: redução de peso. Sem bateria tradicional e com chassis e carroceria em fibra de carbono, o Hyperion XP-1 tem o peso de um carro popular: 1.031 kg. 

Produção em 2022

O carro, como demonstrado pelo teste de rodagem em Hollywood, não permanecerá um simples projeto piloto. A ideia da casa é começar a produzir no início do próximo ano e montar cerca de 300 unidades. Ainda não se sabe a que preço serão vendidos, mas é difícil pensar que não será um valor para poucos afortunados.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram