Marca também aumentou em US$ 8 bi os investimentos em mobilidade elétrica, entre outras novidades

A Ford mostrou que não está de brincadeira e acelera fundo na transição para os carros elétricos. Nesta quarta-feira (26), a montadora fez diversos anúncios em um evento online que incluem mais investimentos em eletrificação, nova divisão de negócios e até o nome das células de baterias da empresa, que se chamarão IonBoost.  

Em termos de investimentos, a Ford anunciou um aumento nos gastos com a mobilidade elétrica da ordem de US$ 8 bilhões, ou seja, somando-se aos US$ 22 bilhões anunciados recentemente, agora serão US$ 30 bilhões a serem aplicados somente com carros elétricos, infraestrutura e tecnologias afins até 2025.

Galeria: "Delivering Ford+"

Mais carros elétricos

Além disso, a Ford adotou uma meta mais ambiciosa em termos de mercado e pretende que 40% das suas vendas globais sejam de carros totalmente elétricos em 2030. 

A marca do oval azul também está criando a 'Ford Pro', uma empresa de serviços e distribuição voltada para clientes comerciais e governamentais. Ted Cannis, chefe de veículos comerciais da Ford na América do Norte, se tornará o CEO da Ford Pro.

E isso não é tudo, pois a Ford deve fazer novos anúncios para o segmento de carros elétricos nos próximos dias. Um deles é sobre a criação de duas novas plataformas exclusivas para veículos elétricos a partir de 2025, segundo apurou a agência Reuters. 

F-150 Lightning na rota do sucesso

Na ocasião, a Ford também anunciou que a picape elétrica F-150 Lightning já possui mais de 70.000 reservas, na forma de depósitos reembolsáveis de US$ 100. No anúncio anterior, Jim Farley, havia falado em 45.000 reservas para a caminhonete nas primeiras 48 horas. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Galeria: Ford F-150 Lightning