Primeira picape elétrica da RAM chegará em 2024 com até 815 cv, 800 km de autonomia e também uma 'irmã' menor

A Ram 1500 é uma das caminhonetes mais populares do mercado norte-americano e o anúncio de que ela se tornará uma picape elétrica não era algo tão inesperado. Mas ainda assim, considerando a repercussão do Stellantis EV Day 2021, o impacto da novidade não pode ser desprezado.  

Nem o grupo ítalo-franco-americano nem a marca Ram forneceram muitos detalhes sobre a picape elétrica, além do fato de que o lançamento será em até três anos, exceto para anunciar a plataforma sobre a qual o veículo será construído. Além disso, rumores dizem que uma picape elétrica de porte inferior também poderia chegar ao mercado, então há muita informação a ser explorada. Veja a seguir o que já sabemos:

Galeria: Ram 1500 EcoDiesel

Nova plataforma

Vamos começar com a RAM 1500 EV: a Stellantis pretende usar quatro plataformas, uma das quais, aquela em que estamos interessados, não terá uma estrutura monocoque, mas um quadro separado. O veículo será equipado com baterias com capacidade variando de cerca de 160 kWh a mais de 200 kWh para uma autonomia máxima de 800 km.

Dependendo do modelo e versão, esta base oferece tração nas 2 ou 4 rodas com motor simples ou duplo. Neste caso, por ser de arquitetura escalar e modular, os motores elétricos destinados a este uso são os tipos EDM2 com potências de 125 a 180 kW ou EDM3 de 150 a 330 kW, para sistemas capazes de atingir, com tração nas quatro rodas, até 500-600 kW (680 a 815 cv). Para carregamento, estamos falando de uma potência máxima de corrente contínua de 150 kW, inferior às anunciadas pelos concorrentes, mas talvez mais viável em grande escala.

Stellantis EV Dia 2021

Estratégia e modelo "compacto"

A estreia da picape RAm 1500 elétrica ainda vai demorar um pouco e, como já dissemos, a produção não deve começar antes de 2024. Nesse cenário, é provável que modelos como a Ford F-150 Lightning e alguns rivais como Tesla Cybertruck e Rivian R1T já teriam tido tempo de chamar a atenção dos clientes, com a Stellantis se aproveitando disso para analisar melhor como será o mercado de picapes elétricas e, sobretudo, fazer os ajustes que considerar necessários.

Enquanto isso, está no horizonte a hipótese de um segundo modelo de médio porte segundo os parâmetros norte-americanos e, portanto, também dimensionado para a Europa. Além disso, em 2025, a Stellantis pretende oferecer versões a bateria para a maioria dos modelos e segmentos, alcançando cobertura total em 2030.

Por isso, a plataforma deve ser a denominada STLA Large, a mais espaçosa das três que proporcionam a estrutura monocoque e destinada a modelos de longo curso como sedãs e esportivos, SUVs, veículos off-road e, naturalmente, uma picape de porte médio.

A plataforma STLA Large pode ser equipada com baterias de 100 a cerca de 120 kWh, nesse caso também com autonomia de até 800 km, mas talvez um pouco menos para os modelos de carga, e os mesmos motores elétricos EDM2 e 3 com potência ajustada de acordo com os veículos.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Galeria: Ram Pickup Teaser