A JAC acaba de iniciar no Uruguai a comercialização do compacto elétrico E-JS3. Importado da China, o modelo desembarca no país vizinho com sobrenome Ytterby e a missão de concorrer diretamente com BYD Dolphin (lá chamado de New e2 GS) e Geely Geometry E. A oferta contempla versão única de acabamento e preço especial de lançamento de US$ 26.990 (algo em torno de R$ 145.000 numa conversão direta).

Em termos dimensionais, o E-JS3 mede 4.025 mm de comprimento, 2.620 mm de entre-eixos, 1.560 mm de altura e 1.770 mm de largura. Fica posicionado acima do E-JS1 e chama atenção pelo design característico enquadrado em filosofia própria. A dianteira conta com faróis redondos e bem destacados, capô curto e para-choque bem integrado ao desenho geral do conjunto. As laterais têm maçanetas embutidas e, na traseira, as lanternas seguem o mesmo padrão de design dos faróis.

No interior, a versão destinada ao Uruguai tem central multimídia de 12, 8 polegadas com sistema operacional de última geração, quadro de instrumentos de de 6,5 polegadas, 6 airbags, controles de estabilidade e tração, detector de pontos cegos, frenagem autônoma de emergência, alerta de tráfego cruzado, alerta de colisão frontal, piloto automático adaptativo, faróis e lanternas em LED, teto panorâmico, rodas de 17 polegadas e outros.

Mecanicamente, E-JS3 tem motor elétrico de 134 cv de potência e 17,8 kgfm de torque, além de bateria de 41 kWh que garante 405 km de autonomia no ciclo NDEC. A velocidade máxima anunciada é de 150 km/h.

JAC E-JS3

No Brasil, o compacto já foi flagrado em testes e deverá estrear oficialmente no mercado em breve. Resta saber qual configuração de motorização a marca adotará por aqui. Além do modelo de 134 cv disponível no Uruguai, há uma versão de acesso com 95 cv e 13,8 kgfm de torque.