Todas as qualidades de um SUV aliado a um bom pacote de equipamentos e uma dirigibilidade apurada

Duas coisas marcaram o breve test drive com um protótipo do Volkswagen ID.4. Enquanto eu estava me familiarizando com o carro no estacionamento de uma concessionária local, que a VW Corporate havia requisitado para este teste, um proprietário de um Honda Civic Coupé de 20 e poucos anos saiu de uma concessionária adjacente, viu o carro e gritou: "Esse é o VW mais bonito que eu já vi", antes de fazer uma série de outras perguntas.

Depois do teste, um homem de terno na casa dos 50 anos, também na concessionária ao lado, me encontrou na porta do carro para perguntar sobre o ID.4. Há 15 anos dirijo novos produtos Volkswagen e nunca vi tal reação, muito menos duas vezes em uma hora, a um dos produtos da marca. Este é um veículo completamente diferente de tudo o que a marca alemã já fez.

Galeria: Volkswagen ID.4 estreia

*Nota do Editor: Devido ao status do protótipo de nosso veículo de teste, a Volkswagen solicitou que não fizéssemos nenhuma imagem externa. Por esse motivo, as fotos que você está vendo são de divulgação do ID.4. 

O que é?

Testado pelos nossos parceiros do Motor1.com nos Estados Unidos, o ID.4 é o crossover compacto típico, desde o seu formato até seu comportamento previsível. No entanto, ele inova, explorando as vantagens de uma plataforma de veículo elétrico para oferecer uma cabine mais espaçosa e uma experiência de condução mais agradável, enquanto usa ao mesmo tempo uma aerodinâmica inteligente para apresentar um design externo mais atraente. Este parece o primeiro veículo mainstream de uma montadora convencional que trata sua eletrificação como uma vantagem, em vez de uma razão de ser, principalmente porque não fica o tempo todo jogando na sua cara que é um carro elétrico.

 
2021 Volkswagen ID.4 Exterior em movimento
 
2021 Volkswagen ID.4 Exterior em movimento
2021 Volkswagen ID.4 Exterior em movimento
2021 Volkswagen ID.4 Exterior em movimento

Isso não quer dizer que o ID.4 tenha pouca identidade como um veículo elétrico. O design externo é limpo e focado na aerodinâmica, com uma dianteira baixa em duas camadas e um painel frontal proeminente projetado para canalizar o ar para os lados. Na parte traseira, uma barra de luz de LEDs une as lanternas e imita a forma dos faróis - olhe da frente para a traseira e a simetria de estilo é algo difícil de ignorar. O ID.4 é, como nosso amigo proprietário do Civic Coupé destacou, muito bonito.

Superficialmente, a cabine tem uma abordagem similarmente moderna que às vezes parece um pouco diferente. O painel de instrumentos digital de 5,3 polegadas, assim como a tela central sensível ao toque - de série de 10,0", 12,0" opcional - tem aquela aparência de tablet que está na moda. O próprio quadro de instrumentos fica no topo da coluna de direção, como um MINI do início dos anos 2000. Posicionado do lado direito dessa tela está um seletor de marcha com botão giratório, como no BMW i3.

A cabine é espaçosa e, graças ao teto de vidro de série do protótipo da 1st. Edition, a experiência também é arejada e aberta.

Supere esses detalhes e seu acabamento totalmente bege e os benefícios da plataforma elétrica modular do ID.4 brilham. O assoalho é tão plano quanto o dia é longo, com um console central baixo que esconde uma quantidade significativa de armazenamento reconfigurável, uma base de recarga sem fio e quatro portas USB-C (duas para o pessoal na parte de trás). A cabine é espaçosa e, graças ao teto de vidro do meu protótipo da edição de lançamento, a experiência também é arejada e aberta.

O banco do motorista possui uma ampla gama de ajustes e funcionalidades de massagem, além de aquecimento. Na parte de trás, há espaço para as pernas adequado, mesmo com os bancos dianteiros totalmente recuados. Com os bancos dianteiros em um ajuste para os meus 1,88 metro de altura, no entanto, os assentos baratos são bem amplos, com espaço para as pernas suficiente para adultos de estatura normal se sentarem confortavelmente enquanto o motorista diminui a autonomia de 402 quilômetros do ID.4. Há altura livre adequada, enquanto o piso plano torna o assento do meio tolerável em distâncias curtas - se você ocupar constantemente todos os assentos em seu crossover, o ID.4 provavelmente representará um certo sofrimento para a pobre alma que está presa no centro.

2021 Volkswagen ID.4 assentos interiores
2021 Volkswagen ID.4 assentos interiores
2021 Volkswagen ID.4 volante interior

Como anda?

O ID.4 parece ter uma vantagem ao rodar, também, apesar de valores de potência semelhantes às alternativas movidas a gasolina. A bateria de íon de lítio de 82 kWh alimenta um motor elétrico de 150 kW (204 cv), tornando o ID.4 ligeiramente mais potente do que o Tiguan de 184 cv. O torque é quase igual entre os dois produtos, com 31,5 kgfm no ID.4 e 30,5 kgfm no SUV movido a gasolina.

Apesar da entrega imediata de torque, a vantagem não vem do desempenho, mas da aceleração ininterrupta e do silêncio do trem de força. O ID.4 parece apenas um pouco mais rápido do que um carro movido a gasolina equivalente, mas é incomensuravelmente mais agradável e refinado durante a aceleração. Ao mesmo tempo, a performance diminui visivelmente a cerca de 80 km/h. Indo além das velocidades mais baixas, o ID.4 funciona de forma semelhante a um veículo movido a gasolina quando instigado a andar mais rápido. Isso é uma boa notícia para os primeiros proprietários de elétricos, que se sentirão em casa com a progressividade de aceleração do ID.4.

"O ID.4 parece apenas um pouco mais rápido do que um carro movido a gasolina equivalente, mas é incomensuravelmente mais agradável e refinado enquanto acelera."

A decisão de polarização da Volkswagen em relação ao trem de força parece destinada aos mesmos primeiros proprietários de carros elétricos. Gire o seletor do câmbio para D e o ID.4 gira como um veículo movido a combustão quando o motorista solta o acelerador. Gire o seletor novamente para B e há alguma regeneração, mas o carro não desacelera tão rápido o suficiente para dirigir com apenas um pedal. Além disso, este é o único nível de regeneração. Essa abordagem relativamente fixa pode atrair pessoas não familiarizadas com a natureza liga-desliga de alguns elétricos, mas deixa uma preocupação em maximizar a autonomia no mundo real.

Esse número está atualmente em 402 km no ciclo EPA para nosso carro de teste com tração traseira da edição de lançamento, embora um dos funcionários da Volkswagen tenha dito que já viu estimativas de até 480 km pelos dados do computador de bordo. Enquanto isso, o mau tempo atrapalhou minha experiência, pois os ventos fortes e as temperaturas mais frias da estação até agora exauriram os elétrons do ID.4.

2021 Volkswagen ID.4 farol exterior
Luzes traseiras externas do Volkswagen ID.4 2021

Comecei o percurso de teste estrada/cidade de aproximadamente 37 km com 357 km de carga e terminei com cerca de 281 km. Considerando que o vento estava soprando a mais de 50 km/h, a temperatura estava em torno de zero grau e eu estava dirigindo o ID.4 alternando entre os três modos de condução ao mesmo tempo em dei algumas arrancadas vigorosas, a autonomia perdida parece razoável. Dito isso, estou ansioso para fazer com o ID.4 um teste do mundo real em condições mais favoráveis.

Em uma rota tão curta, não houve necessidade de carregar durante o teste. Mas é importante notar que o ID.4 aceita uma taxa de 125 kW em carregadores rápidos DC (o suficiente para levar a bateria de cinco a 80 por cento em menos de 40 minutos) e vem com três anos de carregamento gratuito na rede Electrify America cada vez maior. Junto com a autonomia de 402 km, eu consideraria o ID.4 adequado para viagens interestaduais ocasionais.

O trajeto curto e frio foi um exercício ruim para a autonomia do ID.4, mas as estradas do estado de Michigan provaram ser um desafio adequado para a suspensão do elétrico. Resumindo, o ID.4 é confortável e bem assentado em estradas irregulares, com sua configuração dianteira / traseira multi-link lidando com emendas, buracos e outras imperfeições sem incomodar o motorista. Há um leve ruído um tanto irritante na estrada, no entanto.

A dirigibilidade é uma coisa mais difícil de avaliar em uma rota tão curta, embora, como o desempenho linear do carro, a potência total não pareça uma prioridade - nas poucas curvas que encontrei, o ID.4 rolou um pouco mais do que o esperado para um carro com um centro de gravidade tão baixo. Ainda assim, a carroceria rígida e a arquitetura MEB significavam que esses movimentos amplos da carroceria pareciam bem controlados. O ID.4 não pode superar um Mazda CX-5, mas é aceitável para o segmento.

Alguns cantos da internet reclamaram dos freios traseiros a tambor do ID.4, mas eles são irrelevantes na condução diária. Os freios regenerativos lidam com tarefas de frenagem na maioria das situações e operam por meio de um pedal de freio previsível e sólido - os freios não são presos ou difíceis de um modo geral. Tal como acontece com tantas outras coisas neste carro, parece que a Volkswagen desviou o curso para tornar o ID.4 o mais familiar possível para os primeiros motoristas de carros elétricos.

2021 Volkswagen ID.4 Exterior Wheel
2021 Volkswagen ID.4 Exterior Roof Trim

Quanto custa?

O ID.4 Pro básico com tração traseira começa em US$ 39.995 (R$ 202.600), enquanto a edição de lançamento 1st. Edition testada custa US$ 43.995 (R$ 222.800). Em algum momento de 2021, a VW adicionará uma variante com tração nas quatro rodas que aumenta a potência para 306 cv e o preço para US$ 43.675 (R$ 221.200). Esses preços não incluem o crédito federal dos EUA de US$ 7.500 (R$ 37.800).

Cada versão está disponível com dois pacotes opcionais - o Statement de US$ 4.500 (R$ 22.800) adiciona equipamentos valiosos, como a tela sensível ao toque de 12,0", teto de vidro e porta traseira com mãos livres, enquanto o pacote Gradient de US$ 1.500 (R$ 7.600) é principalmente estético - mas o ID.4 Pro básico já possui muitas coisas. Os itens de série incluem bancos dianteiros e volante aquecidos, suporte de recarga sem fio, tela sensível ao toque de 10", sistema de iluminação ambiente de 30 cores e, o mais importante, um conjunto completo de equipamentos de segurança ativos sob a marca ID.Drive.

Uma lista de série saudável, um conjunto abrangente de segurança ativa, um design atraente, uma cabine espaçosa e um preço abaixo de US$ 40.000 é tudo o que se espera de um crossover moderno. O ID.4 oferece tudo isso e mais uma autonomia de 402 km (na prática pode ser mais), três anos de carregamento gratuito e uma experiência de condução mais refinada do que qualquer carro movido a combustão do mesmo porte. Em termos de potencial, existem poucos produtos que estou mais animado para ver chegar ao mercado do que o novo ID.4.

Dessa forma, podemos resumir o ID.4 como um carro elétrico honesto e promissor, pronto para agradar aqueles que já estão acostumados aos carros a combustão e querem migrar para o mundo dos elétricos. Aguardado no Brasil, onde pode estrear a partir de 2022, o SUV elétrico tem tudo para ser um sucesso em diversos mercados, devendo se tornar o carro elétrico mais vendido da marca globalmente.

Volkswagen ID.4 1st Edition 2021 (protótipo)

Motor elétrico Motor síncrono de ímã permanente AC
Potência e torque 204 cv / 31,5 kgfm
Bateria 82.0 kWh íon-lítio
Tração Rear-Wheel Drive
Autonomia elétrica 402 km
Aceleração 6,5 segundos (estimado)
Tipo de tomada 11.0 kWh Nível 2 / 125 kWh DC carga rápida
Tempo de recarga 7,5 horas / 38 minutos (5-80 porcento)
Peso 1.950 quilos
Lugares 5
Volume do porta-malas 858 - 1.817 litros
Preço de entrada US$ 43,995
À venda Primeiro trimestre de 2021