Confira os prós e os contras do carro elétrico mais vendido na Europa em 2020

Os carros elétricos não são mais uma tendência no mundo automotivo. Eles já são o presente. Se por um lado o segmento de elétricos recebe novidades a todo instante, por outro lado existem modelos pioneiros que estão sendo atualizados e se tornando tradicionais. Este é o caso, por exemplo, do Renault Zoe.

O hatchback elétrico percorreu um longo caminho desde os primeiros conceitos apresentados no Salão de Genebra em 2005 até sua estréia em 2013 com um motor de 22 kWh. Lançado no Brasil durante o Salão do Automóvel em 2018, ainda na segunda geração, o Zoe foi atualizado mais uma vez para a linha 2020 e alcançou o topo das vendas na Europa entre os carros com emissão zero.

E enquanto aguardamos a chegada deste novo Renault Zoe no Brasil, o que deve acontecer ao longo deste ano, vamos conferir a opinião dos nossos amigos do InsideEVs Itália no - "por que comprar um elétrico e por que não". Confira: 

Galeria: Renault Zoe 2020

Prós e contras

Gostamos Não gostamos
Fluidez de direção Alerta para pedestres irritante no uso prolongado 
Sistemas ADAS e limite de intervenção Atualização OTA (over the air) apenas para mapas
Materiais e tecidos de qualidade Acesso do porta-malas alto
Sistema de informação e entretenimento Bancos rebatíveis com degrau
  Arrefecimento da bateria a ar

Exterior e interior

O estilo evolui, mas não revoluciona, especialmente porque as dimensões permanecem as mesmas do Renault Zoe anterior. E não poderia ser diferente em retrospectiva. O trabalho de reestilização incidiu mais na parte dianteira, com o capô e o pára-choques apresentando vincos profundos. O estilo dos projetores também é mais avançado e destacado, com LEDs completos e uma assinatura de iluminação mais elaborada.

Renault Zoe 2020

De perfil, o clássico Zoe se mantém: algumas linhas limpas mas marcadas e uma linha de cintura alta. A traseira mantém esse efeito arredondado, também conferido pelas lanternas, completas e com uma assinatura "elétrica" na parte interna.

Medidas

 

Externas

 

Comprimento

4,08 metros

Largura

1,73 metros

Altura

1,56 metros

Peso

1.502 kg (massa vazia)

Internas

 

Porta-malas

338 - 1.225 litros

Renault Zoe 2020

Bateria e autonomia 

A bateria esta montada na plataforma CMF-B. Um complexo de baterias produzido pela LG Chem com uma proporção de 8-1-1 em níquel, manganês e cobalto. A capacidade é de 52 kWh, com subdivisão de 12 módulos para um total de 192 células com refrigeração a ar. O motor, um síncrono com rotor de bobina, está evidentemente na posição frontal e tem uma potência, nesta versão, de 135 cavalos, enquanto o torque é de 25 kgfm. 

A autonomia média chega a pouco menos de 300 quilômetros. O teste foi realizado em fevereiro com temperatura média de 8 graus.

Renault Zoe 2020

Carregamento

Levando em consideração nossos 4 padrões de carregamento usuais, analisamos assim:

Em uma tomada doméstica a 2,3 kW, o Zoe é capaz de recarregar uma média de 13 quilômetros em uma hora. Se, por outro lado, você tem uma Wallbox em casa, portanto com cerca de 4,5 kW disponíveis, teoricamente 26 km são recuperados a cada hora.

Ao se conectar a uma estação pública de corrente alternada, que geralmente atinge um máximo de 22 kW, você chega a cerca de 128 km a cada hora, graças ao carregador Camaleon que permite acumular até 20 kW de potência. Em corrente contínua, com 50 kW de potência, chegamos a 220 km de autonomia recuperados em uma hora.

Renault Zoe 2020

Como anda?

Você sabe, não existem muitos carros que podem ter sua própria personalidade consolidada ao longo dos anos como o Zoe. Por outro lado, desde a sua primeira apresentação dinâmica, o carro evoluiu muito em performance, tecnologia e, sobretudo, capacidade.

Mesmo assim, a personalidade não mudou: é um carro urbano e versátil que oferece segurança com uma boa dinâmica de condução, mesmo que não seja um esportivo. É um daqueles elétricos que não o fazem mudar muito o jeito de dirigir em comparação com um carro que tenha motor a combustão. 

A posição de dirigir é bastante confortável, não esportiva, mas elevada demais para o meu gosto, embora lhe permita ter uma boa visibilidade e, portanto, poder avaliar melhor os limites deste carro. 

Renault Zoe 2020

Os 135 cv para um carro pensado principalmente para a cidade não é pouco, principalmente com o torque que consegue entregar: 25,0 kgfm. Aqui, o Zoe não é um carro "protagonista", mas se adapta bem ao seu jeito de dirigir. 

Obviamente, tudo fica limitado com o acionamento do modo eco. Nesse ponto, a resposta e o feedback do pedal fica um pouco mais pesado, mas em todo caso você nunca sente o 'efeito esponja', o que não é pouco. 

Uma esponja que não encontrei no pedal do freio. O pedal é importante porque o Renault Zoe não possui uma unidade de regeneração. Na verdade, tem dois mapeamentos, os dois clássicos "Drive e Brake" escolhidos pelo seletor de tração tradicional, que permite dois limites de intervenção diferentes. No entanto, ambos devem ser combinados com a frenagem manual.

Falando das suspensões, o Zoe é mais confortável do que esportivo, isso deve ser dito, mesmo que, como acontece com muitos carros elétricos, o centro de gravidade mais baixo favoreça a dinâmica de condução. Porém, não é um carro projetado para esse tipo de condução mais "alegre" como talvez alguns concorrentes. Ele até permite alguns excessos, mas não é exatamente a sua praia. 

Ficha técnica 

 

Motor

motor síncrono com rotor de bobina

Potência

135 cv

Torque

25 kgfm

Capacidade da bateria

52 kWh

Tipo de plugue

Mennekes | CCS Combo2

Quanto custa?

O Renault Zoe parte de um preço de entrada para a versão Life R110, de 34.450 euros (R$ 233.500) incluindo IVA, sem considerar os bônus ecológicos presentes. A versão usada neste teste, por outro lado, é a Intens R135, e seu preço chega a 38.000 euros (R$ 257.500), também incluindo o IVA e desconsiderando quaisquer incentivos. Meu conselho é buscar a última versão. A diferença de preço, em retrospectiva, não é grande. 

O modelo pré-atualização é vendido no Brasil com preços a partir de R$ 203.678, valor que deve subir para algo entre R$ 230.000 e R$ 250.000 quando este novo Renault Zoe desembarcar por aqui. 

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Galeria: Renault Zoe 2020

Renault Zoe R135 52 kWh

Comprimento 4,08 metros
Altura 1,56 metro
Largura 1,73 metro
Peso 1.502 kg vazio
Volume do porta-malas 338 – 1.225 litros
Bateria 52 kWh
Tipo de recarga AC Mennekes | DC CCS Combo2
Motor síncrono com rotor de bobina
Tipo de direção tração dianteira
Potência 135 CV
Torque máximo 25 kgfm
0 a 100 km/h de 9,5 a 11,4 segundos
Velocidade Máxima 140 km/h
Consumo de combustível 17,5 kWh/100 km
Autonomia elétrica 295 km